terça-feira, 29 de junho de 2010

Dia dos Pais! Lembrancinha!

Amplie a imagem e trabalhe com seus pequenos para homenagear os pais em seu grande dia. Depois de pronto, pode-se colocar numa caixinha de presentes ou numa bolsinha decorada! 
Paz e Bem!

Créditos para: Jacira Germana, artista plástica.

Falando de Jonas!

Jonas era um profeta, um servo de Deus. Mas ele não era um servo obediente. Deus disse a ele: "Jonas, você vai viajar. Você irá até a grande cidade de Nínive, porque os homens de lá estão fazendo muitas maldades. Eu quero que você diga a eles que eu estou vendo o seu mau comportamento e que os castigarei, se continuarem assim".
Mas Jonas pensou: "Eu não vou fazer isso! Eu não vou até Nínive. Deixa essa gente fazer maldades, porque são inimigos do meu povo. Eu não quero ir para onde estão os inimigos". E Jonas viajou. Só que ele foi para o lado errado. Ele tinha que ir para o leste e foi para o oeste. Ele fugiu de Deus. Jonas pensou, -Eu vou fugir Vou para bem longe, tão longe que Deus não me possa achar mais. Dai não terei que ir a Ninive. E ele andou e andou, até chegar ao mar. Então não podia ir mais adiante. Perto da praia havia um navio, este queria justamente partir para atravessar a grande água. Jonas pensou: Eu vou naquele navio. Então posso ir para mais longe ainda. Então com certeza Deus não me achará mais. E foi o que ele fez. Embarcou no navio para atravessar o grande mar. O capitão do navio esteve de acordo. Jonas deu-lhe dinheiro para a viagem.

O céu estava bem azul e o sol brilhava tão bonito! As pequenas ondas batiam graciosamente contra o navio. Oh, como era bom navegar no mar. Mas Jonas não achava isso tão bom. Ele não teve coragem de ficar no convés do navio com os outros homens. Tinha tanto medo de que Deus o visse. E ele também estava muito cansado de sua grande viagem. Deitou-se no porão do navio e dormiu. Então não sentiu mais a canseira. Também não sentiu mais o medo. Mas Deus estava vendo Jonas naquele lugarzinho escuro do porão do navio. Ele bem que podia achar seu servo desobediente no grande mar. Então, Deus chamou a tempestade e mandou-a soprar com força contra o navio. E a tempestade foi mais obediente do que Jonas, pois logo fez o que Deus mandou. Ela trouxe grandes nuvens escuras. O sol se escondeu atrás dessas nuvens. A tempestade soprou nas velas, e quase derrubou o navio. Soprou tanto contra as ondas pequenininhas, que elas logo ficaram grandonas. As ondas batiam com tanta força contra o navio que quase quebraram o casco. Então todos começaram a sentir muito medo desta tempestade. Só Jonas continuava a dormir sossegado no porão do navio. Um marujo o sacudiu para acordá-lo e gritou: Levante-se e nos ajude. Quando Jonas subiu ao convés, logo percebeu que Deus o tinha achado e falou: "Isto é por minha culpa. Deus está me castigando, pois fui desobediente. Se vocês me jogarem no mar, Deus irá levar a tempestade embora". Jonas insistiu, até que os marinheiros o jogaram no mar. Jonas caiu no mar e a tempestade foi-se embora... Os marinheiros ficaram admirados com o poder de Deus. Mas e Jonas? O que será que aconteceu a ele? 
Deus mandou um grande peixe, uma baleia para salvar Jonas e o levar até a praia. Deus levou Jonas de volta para sua terra. E lá ele disse a Jonas para continuar sua tarefa. 

Ele deveria ir a Nínive. Agora Jonas obedeceu a Deus. Foi a Nínive e falou o que Deus lhe pediu: que dentro de 40 dias a cidade seria destruída. O povo de Nínive se assustou com a notícia e se arrependeu de seus pecados, fazendo com que Deus deixasse de os castigar.

Trabalhinhos!

Os dez Mandamentos da Lei de Deus.

Deus chamou Moisés no Monte Sinai e lá ditou dez mandamentos para os israelitas viverem em paz e com ordem. Eram dez leis que ensinavam o caminho para uma vida correta. Quem ama a Jesus obedece aos seus mandamentos e os Seus mandamentos são caminhos para a nossa felicidade.
Clique na imagem abaixo para colorir e aprender quais são os 10 mandamentos que o Senhor deixou para nós.


                                        Clique nas imagens, amplie e imprime.
                                        Use a sua imaginação amigos catequistas.














Paz e Bem e que Jesus nos abençoe sempre em nossa caminhada!

sábado, 26 de junho de 2010

Atendendo a pedidos de meus irmãos catequistas... Como montar o joguinho dos Sacramentos!



 Paz e Bem meus queridos!

A outra postagem eu apaguei e decidi fazê-la novamente, com todas as informações necessárias para que seu encontro sobre Sacramentos, seja complementada com este joguinho bem legal... Espero que gostem...
Então vamos lá!
Primeiro imprima este desenho.

 



Agora preste atenção em como dobrar e pronto! Já podes usar uma ferramenta bem diferente e interessante para ensinar seus pequenos a grande graça dos SACRAMENTOS.


 Importante: Pegue uma folha de papel ofício e tente experimentar  esta dobradura, antes de fazer na folha impressa dos Sacramentos. Assim você terá uma base para fazer a folha original, com o desenho sobre o tema.

Pegue uma folha de papel retangular
Dobra a parte da folha para um dos lados,
formando um triângulo.

Dobre o pedaço de folha que sobra do
triângulo e corte.

Agora abras o triângulo e verás um
quadrado perfeito.

Dobre a folha outra vez em triângulo,
mas usando o outro canto.

Abre o papel: Repare que tens
dois vincos na folha.

Dobra todos os cantos da folha até
o meio, onde os vincos se cruzam.

Vira o papel ao contrário de forma
que as partes dobradas fiquem
viradas para baixo. Continues
a ter vincos desenhados.

Volte a dobrar todos os cantinhos
até ao meio, onde os vincos
se cruzam.

Quando todos os cantinhos estiverem 
dobrados, a folha terá oito triângulos
a vista.

Põe um pontinho de cor diferente
a cada triângulo. (Exemplo)

Segura na folha virada para ti, 
dobra-a ao meio (para o lado) e
volta a abrir.

Abre os cantinhos e faz um desenho
em cada triângulo, que 
diga coisas bonitas, ou já faça o
teste escrevendo o nome dos Sacramentos,
(Como são 8 triângulos... Utilize um para
escrever o número 7 ou escrever AMOR,
por exemplo).
Vire outra vez ao contrário, põe os dedos
dentro dos cantinhos e ajeita a folha para 
ficar no formato correto do joguinho.

COMO JOGAR...
Junta e afasta os dedos para o lado e 
para frente para mover. Pede alguém
para escolher um número e mova 
quantas vezes a pessoa pediu.
No número em que acabares só ficam 
quatro triângulos a vista. A outra
pessoa tem que escolher um.
Ex: Escolhi o mero sete. Com os
meus dedos eu faço a brincadeira de
vai e vem parando no número escolhido.
Olho para os quatro triângulos e escolho
por exemplo a palavra Eucaristia...
Na parte de trás deverá terá ter uma 
pequena explicação sobre o Sacramento.

Não esqueça que a brincadeira é apenas
um complemento para o seu encontro,
que deve ser rico em informações e
falado com uma linguagem de acordo
com a idade de cada criança na catequese.
Utilize um bom texto e tenha como base
a Santa Escritura... Bíblia.

Paz e Bem a todos e espero que comentem.
Qualquer dúvida, entre em contato.




               

 










   

    






sábado, 12 de junho de 2010

Vamos falar dos Santos Juninos na Catequese?

 Prepare um ambiente bem acolhedor, com bandeirinhas, balões e sanfoninhas, fogueiras com papel celofane colorido. Deixe tocando de fundo uma musiquinha bem típica de festa junina, só para que todos entrem no clima!
Divida a sua turminha em três grupos e distribua as figuras dos santos para uma pintura e reflexão;


Santo Antônio:
Fernando de Bulhões (Nome de Batismo de Santo Antônio), nasceu em Lisboa em 15 de agosto de 1195, numa família de posses. Aos 15 anos entrou para um convento agostiniano, primeiro em Lisboa e depois em Coimbra, onde provavelmente se ordenou. Em 1220 trocou o nome para Antônio e ingressou na Ordem Franciscana. Antônio morreu a caminho de Pádua em 13 de junho de 1231. Foi canonizado em 13 de maio de 1232 (apenas 11 meses depois de sua morte) pelo papa Gregório IX. E é conhecido também como o santo "casamenteiro"...



São João:  
João Batista, primo de Jesus Cristo, nasceu no dia 24 de junho, alguns anos antes de seu primo Jesus Cristo, e morreu em 29 de agosto do ano 31 d.C., na Palestina. Foi degolado por ordem de Herodes Antipas a pedido de sua enteada Salomé, pois a pregação do filho de Santa Isabel e São Zacarias incomodava a moral da época. Antes mesmo de Jesus, João Batista já pregava publicamente às margens do Rio Jordão. Ele instituiu, pela prática de purificação através da imersão na água, o batismo, tendo inclusive batizado o próprio Cristo nas águas desse rio. São João é muito querido por todos, sem distinção de sexo nem de idade. Moças, velhas e crianças, festejam o seu dia com fogos de artifício e balões coloridos, além dos banhos coletivos de madrugada. Acende-se uma fogueira à porta de cada casa para lembrar a fogueira que Santa Isabel acendeu para avisar Nossa Senhora do nascimento do seu filho.


São Pedro:  
O guardião das portas do céu é também considerado o protetor das viúvas e dos pescadores. São Pedro foi um dos doze apóstolos e o dia 29 de junho foi dedicado a ele. Ativa seus devotos pela história pessoal. Homem de origem humilde, ele foi apóstolo de Cristo e depois encarregado de fundar a Igreja Católica, tendo sido seu primeiro papa. Considerado o protetor das viúvas e dos pescadores, São Pedro é festejado no dia 29 de junho com a realização de grandes procissões marítimas em várias cidades do Brasil. Em terra, os fogos e o pau-de-sebo são as principais atrações de sua festa. Depois de sua morte, São Pedro, segundo a tradição católica, foi nomeado chaveiro do céu. 
Assim, para entrar no céu, é necessário que São Pedro abra as portas. Também lhe é atribuída a responsabilidade de fazer chover. Quando começa a trovejar, e as crianças choram com medo, é costume acalmá-las dizendo: "É a barriga de São Pedro que está roncando" ou "ele está mudando os móveis de lugar".

Termine o encontro brincando de pular a fogueira de celofone com as crianças e com a bênção dos Santos Juninos!!!  Paz e Bem catequistas!