quarta-feira, 28 de julho de 2010

Setembro: Mês da Bíblia! Dinâmica

Prepare o ambiente: Faça um caminho no chão com pedras e no centro coloque desenhos de pés cortados, que podem ser feitos de cartolina colorida. E no final do caminho, coloque a Bíblia aberta, com uma vela acesa e flores ao lado. E uma Bíblia fechada, com uma vela apagada e flores murchas do outro lado:










Em um recipiente bem bonito, como uma grande taça por exemplo, coloque vários pirulitos em formato de pezinhos, encontrados em qualquer loja de doces, que deverão ser lavados e secos, para que possam ser utilizados na hora da dinâmica. (Lavados e secos, mas continuam na embalagem)
E encha uma caixinha a sua escolha com balinhas ou jujubas no formato de coração.










Use também flores, crucifixo, para criar um ambiente bem legal e interessante. Que possa provocar na crianças aquela sensação de: O que vai acontecer por aqui?
Os receba com bastante alegria, beijinhos, abraços e peçam que sentem nas cadeiras que já estarão em círculo, em torno daquele bonito cenário que você já montou no chão.(Para montar o seu ambiente, forre o chão com TNT)

Dinâmica:
Inicie perguntando as crianças o que é a Bíblia para cada uma delas? (Deixem que falem)
Vocês leem a Bíblia crianças? Sempre! Diariamente? Porque?
Vocês sabiam que nela está contida a Palavra de Deus e que ela ilumina o nosso caminho?
Alguém aqui já leu a Bíblia inteirinha?
Vamos agora fazer uma experiência?
Muitas pessoas dizem que a Bíblia tem muitas estórias, é muito grande e às vezes, até chatinha para ser lida diariamente. E o mais engraçado é que muitas dessas pessoas nunca experimentaram parar um minutinho para ler algum livro que faz parte da Bíblia. Então, como podemos saber se ela é legal ou não se nós não a experimentarmos?
Peguem cada um 1 pirulito dentro da taça e reparem o formato do pezinho. Pensem que são seus pés, em direção aos caminhos de nosso amigo Jesus. Agora coloquem na boca sem tirar a embalagem e sintam o sabor... (Explique que os pirulitos foram lavados) e deixem falar, pois com certeza reclamarão. Agora retirem a embalagem e experimentem o doce sabor...
Assim é a nossa vida com a Palavra de Deus. Devemos lavar o nosso coração, rezar e pedir a luz do Espírito Santo para iluminar a nossa mente, para que assim possamos ouvir e sentir o que Deus nos fala.
Peçam para que reparem na diferença das duas Bíblias, fechada e aberta. Quando em nossa casa a Bíblia fica exposta, servindo apenas para enfeite, ela fica cheia de poeira e assim fechada, não podemos ouvir Deus falando conosco. Nossa vida fica apagada como essa vela e nossas flores do coração, murcham, nos deixando tristes.



















Já o contato diário com a Bíblia, acende a luz do nosso coração, abre os nossos ouvidos para ouvir o que Deus quer falar conosco e deixam nossas flores bonitas e cheias de vida.
Mas também há um porém...
Onde devemos guardar a Palavra de Deus em nossa vida? (Deixar que respondam)
No coração! (Pedir que peguem suas balinhas ou jujubas de coração e ofertar ao seu amigo ao lado.
Exatamente. Em nosso coração para que assim possamos passar para os nossos irmãos e não guardá-la  conosco...
Termine o seu encontro reforçando a importância da Palavra de Deus em nossa vida e pedindo que não esqueçam de levar a Palavra de Deus a cada encontro da catequese.
(Escreva a Oração do Espírito Santo numa cartolina) e termine esse encontro fazendo essa oração com eles.
Paz e Bem!

segunda-feira, 26 de julho de 2010

A Arca de Noé!

Acolhida
Música:
Erguei as Mãos
(Pe. Marcelo Rossi)

Erguei as mãos e dai glória a Deus. Erguei as mãos e dai glória a Deus. Erguei as mãos e cantai como os filhos do Senhor.
Erguei as mãos...
Os animaizinhos subiram de dois em dois. Os animaizinhos subiram de dois em dois. O elefante e os passarinhos como os filhos do Senhor.
Erguei as mãos...
Os animaizinhos subiram de dois em dois. Os animaizinhos subiram de dois em dois. A minhoquinha e os pingüins como os filhos do Senhor.
Erguei as mãos...
Os animaizinhos subiram de dois em dois. Os animaizinhos subiram de dois em dois. O canguru e o sapinho como os filhos do Senhor.

Erguei as mãos...

Diante da Promessa de Deus, Noé se esforçou intensamente para construir a arca que iria salvá-lo. A promessa de Deus exigiu uma postura de Noé – A fé de Noé está relacionada à reação dele à Palavra de Deus. Ao ouvir a promessa, Noé tomou uma postura de ação.

A confiança em Deus o levou a agir com organização – ele decidiu trabalhar para ver o cumprimento da promessa de Deus, diminuindo o seu ritmo de vida e deixando de fazer muitas das coisas que fazia até então para construir a arca; com planejamento – ele precisou usar a razão, raciocinar para fazer as coisas acontecerem. 

Dinâmica para o encontro... ( A arca de Noé)...

Seu Noé posso ir?
Material: Máscaras ou cartões com nomes de bichos, uma para cada criança.
Antes da brincadeira distribua os cartões ou máscaras. Cada criança será então o animal que está descrito no seu cartão. Cada criança só poderá andar quando o Noé chamar o nome do bicho e deverá imitar o passo do bicho.

Uma das crianças (ou um adulto) é escolhida para ser o Noé e fica num lado da sala. Todas as outras crianças ficaram no outro lado da sala, de frente para o Noé.
As crianças então perguntam: "Seu Noé posso ir? Quantos passos?"
O Noé responde, por exemplo: "5 passos de coelho".
Assim, as crianças com máscara/cartão de coelho devem dar 5 pulinhos para frente.
E assim sucessivamente: as crianças perguntando e o Noé dando as instruções: tantos passos de tal bicho.
Combinamos que se o Noé dissesse "5 passos de bicharada" todas as crianças andariam, cada qual imitando o seu próprio bicho.

A sugestão é que atrás do Noé haja uma porta ou local que represente a arca e as crianças, à medida que vão chegando perto do Noé são encaminhas para dentro deste local. Após a brincadeira (todas as crianças dentro da "arca") pode-se contar a história do dilúvio ou fazer alguma atividade relacionada.

Lembre-se de pedir ao Noé que distribua bem os passos, para que não fiquem crianças muito atrás. E também que ele não se empolgue e diga de uma vez só todos os passos necessários para atravessar a sala. 
Entregue uma folha com desenho da Arca para que todos possam pintá-lo...
Paz e Bem!

terça-feira, 20 de julho de 2010

Trabalhando amizade no grupo de catequese!


Ambiente:
Cartazes com colagens de crianças amigas conversando, brincando... Corações de E V A ou cartolina colados na parede... (Use a sua criatividade) 
Forre no chão um pedaço grande de TNT onde seja possível todos se sentarem em círculo e que fique um espaço no centro para você colocar a Bíblia aberta, uma vela acesa ao lado e outros objetos que você queira para dinamizar ainda mais o encontro...
Façam juntos e sentados mesmo, de mãos dadas, a oração que Jesus nos ensinou e explique o tema do dia... AMIZADE

Escolha os catequisandos para fazerem este jogral:
L1 - Quero ser seu amigo... (Quero ser sua amiga...)
L2 - Nem demais e nem de menos. Nem tão longe e nem tão perto. Na medida mais precisa que eu puder.
L1 - Mas amar-te, sem medida. E ficar na tua vida. Da maneira mais discreta que eu souber.
L2 - Sem tirar-te a liberdade. Sem jamais te sufocar. Sem forçar tua vontade.
L1 - Sem falar quando for hora de calar. E sem calar quando for hora de falar.
L2 - Nem ausente e nem presente por demais. Simplesmente, calmamente, ser-te paz...
L1 - É bonito ser amigo... (É bonito ser amiga). Mas, confesso, é tão difícil aprender
L2 - E por isso eu te suplico paciência. Vou encher este teu rosto de lembranças! Dá-me um tempo de acertar nossas distâncias!
T - Quem encontrou um amigo... Tem “o maior tesouro que a vida nos poderia dar...”.
Logo após o jogral, pergunte um a um o nome do seu melhor amigo e o que é preciso para manter uma boa amizade...
 (Pode escrever este poema no quadro ao invés de tirar xérox para todos eles)

Dinâmica da Amizade com o Ursinho de pelúcia!
Dinâmica: "Urso de pelúcia"
Objetivo: mostrar ao outro que a amizade e o respeito é muito importante para a nossa vida.
Material: um urso de pelúcia
Procedimento:
   No círculo, passe o urso de mão em mão, quem estiver com o urso deverá falar o que tem vontade de fazer com ele. No final que todos falarem deve-se pedir para que façam o mesmo que fizeram com o urso com a pessoa do lado.

Explique a importância do respeito que precisamos ter com cada um. Pois é inadmissível haver desrespeito com o outro, principalmente com aquele que chamamos de amigo!

Faça corações feito com cartolina e coloque os nomes dos catequisandos em cada um deles. Depois faça uma brincadeira, como aquela do amigo oculto e peça que cada um sorteie um coração. Se pegar o seu nome devolva e pegue outro. Ao invés de presente, o amigo poderá escrever ou falar uma frase sobre amizade para a pessoa que ele sorteou.


Importante catequista: Muito cuidado com aqueles que são mais impacientes. Seja carinhosa, chame-os para conversar e se possível, faça pelo menos uma reunião trimestral contando com a ajuda dos pais. Leve-os para o Santíssimo e faça momentos de Adoração com eles. Que Deus esteja sempre presente no seu coração irmã!
Paz e Bem!


segunda-feira, 19 de julho de 2010

Catequese: Os Dez mandamentos da Lei de Deus! Aprendendo brincando...


Não tem jeito. Se você é uma catequista, que não fala uma linguagem de acordo com a realidade infantil, está na hora de rever a sua didática. Tudo podemos compreender muito bem, de acordo com  a nossa idade. Imagine uma criança ficar ouvindo durante uma hora, uma pessoa falando sem parar, dando deveres para que possam ser corrigidos, além de provas, testes e pior ainda... Valendo até notas... Catequese não é aula de religião e sim ENCONTRO com JESUS! Sou a favor sim de encontros muito bem programados, dinâmicos e celebrativos. É claro, que tudo isso deve ser feito com muito zelo, para que brincando, a criança compreenda a grande sabedoria de Deus em nossa vida! Costumo dizer que é falando sério brincando, que conseguimos fazer com que cada criança busque seu encontro pessoal com Deus. E tudo no tempo de cada uma delas. Umas amadurecem mais rápido, outras nem tanto... Por relatos de uma ex coordenadora de nossa equipe, pude compreender que a criança entende sim e pode experimentar o doce sabor de Deus em nossa vida! Na hora de receber Jesus na sua Primeira Eucaristia, as lágrimas desceram de forma que só Deus pode explicar. O Espírito Santo tocou profundamente no coração daquela criança e como ela se emocionou.
Trabalhemos com muita força, fé, perseverança e esperança de dias melhores sempre! Nunca desanimem, nunca desistem... Pois Deus estará sempre conosco!
... Fiquem com Deus e vamos sempre dinamizar e celebrar nossos encontros com muito amor e carinho! Falando sério... Brincando! A todos vocês... Paz e Bem!

Os Dez Mandamentos da Lei de Deus! Vamos falar deles com as crianças! 
Objetivos: Fazer as crianças entenderam sobre cada mandamento... E mais do que gravá-los, vivenciá-los a cada dia e não ter vergonha de segui-los.

Oração inicial: Senhor, fazei-nos entender cada Mandamento que vamos aprender no encontro de hoje... (Pai Nosso)

Acolhida: Folhas com o desenho para colorir no final do encontro.                                      ( No fim da postagem)

A chave
Você conhece os Dez Mandamentos da Lei de Deus?

Histórias
Os Dez Mandamentos
1º Amar a Deus sobre todas as coisas
2º Não tomar o seu Santo Nome em vão
3º Guardar domingos e festas de guarda
4º Honrar pai e mãe
5º Não matar
6º Não pecar contra a castidade
7º Não roubar
8º Não levantar falso testemunho
9º Não desejar a mulher do próximo
10º Não cobiçar as coisas alheias
 
Explicação
Se me amais, guardareis os meus mandamentos. João 14:15
Aquele que tem os Meus mandamentos e os guarda, esse é o que Me ama. João 14:21
Sabemos que O conhecemos se guardamos os Seus mandamentos. I João 2:3
Aquele que diz: Eu O conheço, e não guarda os Seus mandamentos é mentiroso e nele não está a verdade. I João 2:4

Partindo do concreto
Dinâmica: Orientação
Objetivo: compreender que não há melhor guia e orientador que Deus.
Norte, sul, leste, oeste.
O orientador explica que cada parede da sala será um ponto cardeal (norte, sul, leste, oeste).
Então o joga consiste em falar um dos pontos e as crianças virarem para aquele lado. Quem for errando sai do jogo até sobrar só um.


Atividade
Colorir o desenho

Guardando
Os mandamentos me ajudam a viver esta vida bem mais feliz e a ter a possibilidade de uma vida eterna, sem dor, tristeza, separação ou choro. Quem ama faz regras e obedece a regras.

Encerramento

Você pode usar este desenho após a dinâmica para mostrar às crianças a direção correta dos pontos cardeais.











Para pintar

segunda-feira, 12 de julho de 2010

Amigos Catequistas! Paz e Bem!












Vamos Evangelizar! Não desanimem!

quarta-feira, 7 de julho de 2010

Trabalhar mês Vocacional com as crianças na Catequese!

Teatro mês vocacional na catequese!
 Vocação, Luz Divina!

Elenco:
Pessoa com papel de enviado de Deus;
03 crianças com as quais o enviado de Deus irá conversar;
Uma cruz humana formada por crianças.

O enviado de Deus entra em cena, conduzindo uma luz (vela) e se aproxima da primeira criança e lhe diz: 

Enviado: Esta é a Luz de Cristo para iluminar o seu caminho!
Criança: O que é isto?
Enviado: Esta é a Luz que irá te guiar por toda a vida e por todos os lugares.
Criança: Mas quem disse que eu quero ter essa luz? Eu não vou a lugar nenhum!

 A criança apaga a vela e volta ao seu lugar. O enviado decepcionado fala:

Enviado: Jamais podemos esquecer ou apagar a Luz do Chamado que Deus faz a cada um de nós.

O enviado se dirige ao segundo jovem, acende-lhe a vela dizendo:

Enviado: Que a Luz de Cristo brilhe em seu coração!  

A segunda criança se levanta e pergunta:

Criança: Nossa! Que brilho lindo! De vem esta Luz? Quem é você?
Enviado: Eu sou apenas um amigo que lhe trouxe um pouco de Luz. Com esta Luz,ilumine o caminho daqueles que ainda estão na escuridão.
Criança: Não! Esta Luz é só minha! Não vou reparti-la com ninguém. Não, não...
Enviado: Quanto egoísmo! Fomos chamados para servir e não para ser servido.
O enviado se dirige a terceira criança, acendendo-lhe a vela e diz:

Enviado: Eis que te envio ao mundo para que sejas Luz entre as nações!

A criança se levanta e fala:

Criança: Ainda bem que Deus se lembrou de mim. E o senhor, quem é?
Enviado: Sou apenas alguém que Deus enviou para mostrar-lhe a Luz da Vocação
Criança: Mas o qu eu devo fazer? Como posso retribuir essa bênção de Deus?
Enviado: É muito simples. Essa Luz é o chamado de Deus, a sua vocação. Nunca deixe que essa Luz fique escondida no seu interior, mas coloque-a em lugar de destaque para que ela brilhe e ilumine a todos que estão ao seu redor.
Criança: Mas, e se esta luz se apagar?
Enviado: Não, minha criança, aquele que de coração partilha essa Luz com os irmãos, jamais terá seu brilho apagado e sim cada vez mais aumentado.
Criança: Obrigado Senhor! Dai-me forças para ser Luz para os meus irmãos!

A criança caminha e acende as velas da cruz humana que está no meio do palco. Em seguida, a criança acende a vela da segunda criança que a ajuda acender e a levantar a primeira criança... Ao final todos dizem: "Deixem a Luz de Deus brilhar em seus corações. Digam SIM ao seu chamado!"
Pode-se tocar também um canto vocacional no fim da apresentação: Paz e Bem!

OBS: Teatro adaptado do Jornalzinho Missão Jovem!