segunda-feira, 26 de julho de 2010

A Arca de Noé!

Acolhida
Música:
Erguei as Mãos
(Pe. Marcelo Rossi)

Erguei as mãos e dai glória a Deus. Erguei as mãos e dai glória a Deus. Erguei as mãos e cantai como os filhos do Senhor.
Erguei as mãos...
Os animaizinhos subiram de dois em dois. Os animaizinhos subiram de dois em dois. O elefante e os passarinhos como os filhos do Senhor.
Erguei as mãos...
Os animaizinhos subiram de dois em dois. Os animaizinhos subiram de dois em dois. A minhoquinha e os pingüins como os filhos do Senhor.
Erguei as mãos...
Os animaizinhos subiram de dois em dois. Os animaizinhos subiram de dois em dois. O canguru e o sapinho como os filhos do Senhor.

Erguei as mãos...

Diante da Promessa de Deus, Noé se esforçou intensamente para construir a arca que iria salvá-lo. A promessa de Deus exigiu uma postura de Noé – A fé de Noé está relacionada à reação dele à Palavra de Deus. Ao ouvir a promessa, Noé tomou uma postura de ação.

A confiança em Deus o levou a agir com organização – ele decidiu trabalhar para ver o cumprimento da promessa de Deus, diminuindo o seu ritmo de vida e deixando de fazer muitas das coisas que fazia até então para construir a arca; com planejamento – ele precisou usar a razão, raciocinar para fazer as coisas acontecerem. 

Dinâmica para o encontro... ( A arca de Noé)...

Seu Noé posso ir?
Material: Máscaras ou cartões com nomes de bichos, uma para cada criança.
Antes da brincadeira distribua os cartões ou máscaras. Cada criança será então o animal que está descrito no seu cartão. Cada criança só poderá andar quando o Noé chamar o nome do bicho e deverá imitar o passo do bicho.

Uma das crianças (ou um adulto) é escolhida para ser o Noé e fica num lado da sala. Todas as outras crianças ficaram no outro lado da sala, de frente para o Noé.
As crianças então perguntam: "Seu Noé posso ir? Quantos passos?"
O Noé responde, por exemplo: "5 passos de coelho".
Assim, as crianças com máscara/cartão de coelho devem dar 5 pulinhos para frente.
E assim sucessivamente: as crianças perguntando e o Noé dando as instruções: tantos passos de tal bicho.
Combinamos que se o Noé dissesse "5 passos de bicharada" todas as crianças andariam, cada qual imitando o seu próprio bicho.

A sugestão é que atrás do Noé haja uma porta ou local que represente a arca e as crianças, à medida que vão chegando perto do Noé são encaminhas para dentro deste local. Após a brincadeira (todas as crianças dentro da "arca") pode-se contar a história do dilúvio ou fazer alguma atividade relacionada.

Lembre-se de pedir ao Noé que distribua bem os passos, para que não fiquem crianças muito atrás. E também que ele não se empolgue e diga de uma vez só todos os passos necessários para atravessar a sala. 
Entregue uma folha com desenho da Arca para que todos possam pintá-lo...
Paz e Bem!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O seu comentário me deixa muito feliz.
Então não se esqueça: Comente sempre que vier me visitar.
Que o Amor de Jesus e a Paz de Maria esteja sempre com você!
Muita Paz e todo Bem!