quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Ação de Graças... Mês de Outubro!

Para fecharmos bem esse mês muito especial, repleto de muitos dias santos, destinados a padroeiros de muitas paróquias, estamos nos organizando para fazer um lindo e inesquecível momento de Ação de Graças no último domingo do mês, lembrar com carinho daqueles que se doaram e se dedicaram ao Reino de Deus.
Escolhemos os santos e santas padroeiros de nossas comunidades e decidimos fazer roupinhas bem parecidas as quais eles usavam, para vestir as crianças que entrarão da seguinte maneira:
São Francisco de Assis
Nossa Senhora Aparecida
Santa Edwiges
São Judas Tadeu, nosso padroeiro.
Eles serão vestidos e caracterizados de acordo com a imagem de cada intercessor e ficarão na porta aguardando a sua entrada. Próximo ao altar, estará uma catequista com um grande livro nas mãos, explicando sobre a vida de cada um.
E assim começa: Entra a catequista e fica próxima ao altar... ( Falar alto ou no microfone)












São Francisco de Assis é o santo protetor dos pobres e dos animais...
No dia 4 de outubro celebramos São Francisco de Assis, que nasceu na cidade de Assis, na Itália, em 1181 (ou 1182). Filho de um rico comerciante de tecidos, Francisco tirou todos os proveitos de sua condição social vivendo entre os amigos boêmios.
Tentou, como o pai, seguir a carreira de comerciante, mas a tentativa foi em vão.
Sonhou então, com as honras militares. Aos vinte anos alistou-se no exército que combatia pelo papa, mas em Spoleto teve um sonho revelador: 
Foi convidado a trabalhar para "o Patrão e não para o servo". Tornou-se simples e humilde. Casto, pobre e obediente. 










DIA 12 DE OUTUBRO, DIA DE NOSSA SENHORA APARECIDA, A PADROEIRA DO BRASIL. No ano de 1717, na localidade de Guaratinguetá, três pescadores, Domingos Garcia, João Alves e Felipe Pedroso, lançaram suas redes no Rio Paraíba por horas e horas, sem pescar um único peixe.Repentinamente a rede de João Alves trouxe o corpo da imagem de uma Santa, sem a cabeça. Momentos depois, a cabeça da imagem também veio a bordo.A partir daquele momento os três pescadores quase afundaram suas canoas, tal foi a quantidade de peixes que pescaram.O milagre da pesca foi atribuído aa Santa. Ao limparem a imagem, perceberam que era Nossa Senhora da Imaculada Conceição, de cor escura. A imagem foi coberta por um manto e colocada num altar improvisado na casa de Felipe Pedroso, local onde eram feitas as orações diárias. Logo a Santa passou a ser venerada pela família e também por outras pessoas.Com o passar do tempo, diversos milagres foram sendo atribuídos aa imagem da Santa.












Santa Edwiges nasceu na Bavária, por volta do ano 1174. Aos 12 anos casou-se com o duque da Silésia, Henrique I. Foi mãe de seis filhos. Uma mulher marcada pelo sofrimento diante da morte, pois viu seus filhos morrerem um a um, ficando viva apenas uma filha, Gertrudes. Dedicou-se inteiramente ao serviço dos necessitados: protegia os órfãos e as viúvas, visitava hospitais, amparava a juventude carente, educando-a e instruindo-a na fé cristã, cuidando dos leprosos... Quando seu marido morreu, ela se retirou para o convento, onde sua filha Gertrudes era abadessa. Passou os restos de seus dias na austeridade. Morreu no mosteiro de Trebnitz, no ano 1243.












São Judas Tadeu era natural de Caná da Galiléia, na Palestina. Sua família era constituída do pai, Alfeu (ou Cléofas) e a mãe, Maria Cléofas. Eram parentes de Jesus. O pai, Alfeu, era irmão de São José; a mãe, Maria Cléofas, prima irmã de Maria Santíssima. Portanto, Judas Tadeu era primo irmão de Jesus. O irmão de Judas Tadeu, Tiago, chamado o Menor, também foi discípulo de Jesus.A Bíblia trata pouco de Judas Tadeu. Mas aponta o importante: Judas Tadeu foi escolhido por Jesus, para apóstolo (Mt 10,4). A imagem de São Judas tem o livro, que é a Palavra que ele pregou e a machadinha, com a qual foi morto. Os restos mortais, após terem sido guardados no Oriente Médio e na França, foram definitivamente transferidos para Roma, na Basílica de São Pedro. E seu dia é comemorado em 28 de outubro.

Conforme a catequista vai contando a história, os personagens vão entrando e se posicionando ao lado do altar. Só que detalhe: A Nossa Mãe, Padroeira do Brasil, sai um pouco dessa ordem dos acontecimentos e fica por último, terminando assim com uma outra criança entrando, vestida de anjo e coroando a Mãe ao som de um canto apropriado.
Beijinhos meus lindinhos e mais uma vez... Obrigado pelos recadinhos abençoados! 
Paz e Bem!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O seu comentário me deixa muito feliz.
Então não se esqueça: Comente sempre que vier me visitar.
Que o Amor de Jesus e a Paz de Maria esteja sempre com você!
Muita Paz e todo Bem!