segunda-feira, 28 de março de 2011

Comercial da Campanha da Fraternidade 2011

3° Domingo da Quaresma

A missa hoje foi linda e especial. Meus pequenos participaram com muita alegria. Um poço foi montado na frente do altar, para eles fazerem uma apresentação singela, deixando uma mensagem para a comunidade: Jesus é a verdadeira Fonte de água viva! E no final, eles entregaram a lembrancinha da gotinha. Foi uma experiência muito rica para todos nós. Muito obrigado por este momento Jesus.
Paz e Bem!

sexta-feira, 25 de março de 2011

Lembrancinhas para depois da Santa Missa de Domingo!


Olhem que bonitinho. Assim que eu avistei essa gotinha com esses dizeres, eu logo pensei: Seria muito fofo se pudéssemos imprimir vários e pedir as crianças que entregassem aos amigos e irmãos da nossa comunidade, depois da Santa Missa Dominical. Tem tudo haver com a passagem do Evangelho, que falará sobre o diálogo de Jesus com a Samaritana. Aaa... E falando nisso, minha turminha encenará algo bem singelo na missa. Eles estão super ansiosos, assim como eu. De forma muito justa, eles propuseram fazer uma brincadeira para ver quem faria o papel de Jesus. Achei tão lindo. Pois a iniciativa partiu deles. 
Se possível, postarei as fotos aqui no blog. Talvez eu aproveite essa ideia da gotinha d'água também... 
Beijinhos amigos! Até mais...
Paz e Bem!

OBS: Se possível acrescente à frase Jo 4,14

Modelo de chamada para a Catequese

Criei este modelinho de chamada e espero que gostem. Na parte onde está escrito Datas Dominicais, você poderá trocar, se seus encontros forem outro dia da semana.
Paz e Bem!

quarta-feira, 23 de março de 2011

Ei amigos catequistas, não esqueçam de falar da água em seu próximo encontro de catequese! 22 de março dia Mundia da ÁGUA!

Vamos aproveitar a Campanha da Fraternidade 2011 para trabalhar este tema tão importante com as nossas crianças ?

Então ... 
Monte o seu encontro e não esqueça de levar a jarra com água. Lembre de sua importância para a nossa vida e faça um trabalho bem bonito com os seus pequenos.

Ideia... 
Você pode fazer um suco para eles enquanto eles assitem ao vídeo.
Achei lindo e edificante. Além de falar na linguagem deles.


Beijinhos ...

sábado, 19 de março de 2011

19 de Março! Dia de São José!

Lembrai-Vos de São José

Lembrai-vos, oh! puríssimo esposo da Virgem Maria, que jamais se ouviu dizer que alguém tivesse invocado vossa proteção, implorado vosso socorro e não fosse por vós atendido.
Com esta confiança, venho à vossa presença; a vós com fervor me recomendo.
Não desprezeis as minhas súplicas, pai adotivo do Redentor, mas dignai-vos de acolhê-las piedosamente.

segunda-feira, 14 de março de 2011

O Blog completa 100 seguidores!

Hoje o Blog comemora 100 anjos seguidores, que enfeitam cada dia mais este espaço.
Obrigado a todos aqueles que seguem este blog com tanto carinho!
Tenho certeza que tudo o que fazemos é para Honra e Glória de Nosso Senhor JESUS CRISTO!
Aproveito também para agradecer ao carinho dos emails, das ideias, dos recadinhos e mensagens tão carinhosas que chegam quase que diariamente neste blog!
Que Jesus me fortifique cada vez mais para poder partilhar novas experiências com todos vocês!
Paz e Bem meus amigos queridos!

Encontros de Formação nos faz voltar ao 1° Amor com Jesus!

Passei hoje um dia muito especial, com a graça de Deus. Vivemos em nossa diocese, aqui em Petrópolis, um Retiro para catequistas, muito especial. A começar pelo lugar, na casa de formação, em meio a natureza, muitas árvores, muito verde, um som de riacho, que nos levava a contemplar as maravilhas de Deus e todas as suas Criaturinhas, como São Francisco de Assis fazia. Ao som do violão, dois jovens iniciaram o encontro invocando a Santíssima Trindade e com muita animação, fomos dançando e conhecendo novos amigos. Ouvimos palestras sobre a Exortação Apostólica Pós-Sinodal _ Verbum Domini_ Do Santo Padre Bento XVI... Onde compreendemos que devemos cuidar, respeitar, ouvir e amar cada vez mais a Palavra de Deus. Logo após, vivemos outra experiência com a "ambientalista" Luciana, onde ela partilhou suas ideias e seus ensinamentos conosco, falando a respeito da Campanha da Fraternidade 2011. Uma palestra voltada para a nossa concientização sobre as coisas que estão acontecendo no mundo.
(Aquele lugar era realmente propício para este tema)

A Adoração ao Santíssimo foi muito abençoada. Pedimos e agradecemos a Deus as graças alcançadas. Ajoelhados, sentados e de pé expusemos as nossas vidas a Jesus e pedimos que Ele ficasse conosco.
Dinâmicas e brincadeiras também foram motivos de animação para todas as catequistas.
 Almoçamos em meio a natureza e refletimos o quanto o Criador é Perfeito e Belo.
Nos fortificamos com a Santa Missa e alimentados espiritualmente, partimos felizes para as nossas casas, pedindo a Deus que continuasse tão vivo em nossos corações!

Obrigado Jesus,
Por este dia abençoado e por pessoas tão especiais que já fazem parte de minha vida!
Quero caminhar sempre contigo Senhor!
Paz e Bem!




sábado, 12 de março de 2011

Convite Especial: Aos leitores que moram na Cidade de São Paulo!

Exponho aqui com carinho este
CONVITE ESPECIAL 
 PAZ e BEM
¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨


Não perca a chance de viver este momento abençoado, iniciado com a Santa Missa, celebrada por
Frei Alvaci Mendes da Luz, ofm. E logo após, a Encenação da Via Sacra, com os jovens da Paróquia São Francisco, em São Paulo. 
Convide seus familiares e amigos, a participarem com amor dessa rica celebração, colocando-se desde já em oração, silenciando o seu coração, para viver bem esse tempo de transformação.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨
Ei jovem!

Aproveite o momento para conhecer melhor o Grupo de Jovens da Paróquia e também a JUFRA
(Juventude Franciscana)


Lá vocês encontrarão muitas informações e um grupo que busca viver o ideal de São Francisco de Assis. Para mim um exemplo de humildade e simplicidade, como já testemunhei, a participação dele em minha vida, como catequista.

¨¨¨¨¨¨¨¨
Que ao reviver com Jesus cada Estação da Via Sacra, os seus olhos se abram para um mundo novo, onde tu possas encontrar-se consigo mesmo, vivendo uma nova vida, renovado pelo poder do próprio Cristo, que na cruz por nós, derramou o seu amor.

Aos amigos seguidores e irmãos queridos do blog:
Paz e Bem!

quarta-feira, 9 de março de 2011

Quarta Feira de Cinzas e Tempo da Quaresma!


Quaresma é o tempo litúrgico de conversão. Quarenta dias que a Igreja  nos proporciona, para preparar os fiéis para a grande festa da Páscoa. Durante este período, os cristãos são convidados a um período de penitência e meditação, por meio da prática do jejum, da esmola e da oração. Ao longo deste período, sobretudo na liturgia do domingo, é feito um esforço para recuperar o ritmo e estilo de verdadeiros fiéis que pretendem viver como filhos de Deus.
A Igreja Católica propõe, por meio do Evangelho proclamado na Quarta-feira de Cinzas, três grandes linhas de ação: a oração, a penitência e a caridade. Não somente durante a Quaresma, mas em todos os dias de sua vida, o cristão deve buscar o Reino de Deus, ou seja, lutar para que exista justiça, a paz e o amor em toda a humanidade. Os cristãos devem então recolher-se para a reflexão para se aproximar de Deus. Na Catequese, converse com os seus catequisandos sobre a importância da conversão. Leve-os para dar um passeio, mostre-os as árvores quaresmeiras, explique o motivo da cor roxa ser usada, mostrando o calendário litúrgico para eles.


Paz e Bem!


terça-feira, 8 de março de 2011

Dia internacional da Mulher! 08/03/2011

Em todo esse tempo, uma mulher continua apresentando ao mundo o real sentido de ser mulher, esta é Maria. Não foi à toa que Deus Pai a escolheu para ser Mãe do Salvador. Em Maria se encerra o sentido da feminilidade. Não uma feminilidade voltada à sensualidade, mas sim, voltada para a força, para o equilíbrio, para a delicadeza e por tantas outras qualidades próprias da essência feminina.

Deus Pai confiou à Maria a vida de Seu Filho único e, com todo amor, ela o educou e o formou. Jesus foi o homem que foi aqui na Terra, graças à Maria, pois Deus Pai em nada interferiu na passagem de Deus Filho aqui. Maria o educou, Maria o ensinou e, depois disso, Maria O acompanhou nos momentos mais dolorosos de Sua vida. Ela viu aquela criança que um dia foi afagada no seu colo ser açoitada e escarnecida pela humanidade. Neste momento, Maria nos mostra sua força. E mais, Maria mostra a todas as mulheres que hoje, vêem seus filhos, morrendo pelas drogas, pela depressão, ou mostra para aquelas mulheres que vêem suas famílias se acabando que é preciso ter força, que é preciso manter o equilíbrio, pois em momento nenhum Maria se desequilibrou ou gritou com alguém por estar maltratando seu filho. Ela esperou, esperou no silencio, Maria confiou em Deus.

Por isso, no dia de hoje, no qual lembramos a importância da mulher, que nós possamos pedir que Maria venha se apresentar a nós, filhas, netas, esposas, mães, avós, mulheres e nos ensine a sermos mulheres de verdade, negarmos o que o mundo quer que nós sejamos e abraçarmos a essência que Deus infundiu nos nossos corações quando nos criou.

Que Deus abençoe a todas as mulheres e que Maria seja sempre o exemplo que nós busquemos para sermos mães, filhas e servas de Deus.

Maria, santa e fiel,
Ensina-nos a viver como escolhidos”

Paz e Bem!


sábado, 5 de março de 2011

Entrevista com Frei Alvaci Mendes da Luz, 2° parte!

Convido você a continuar lendo a segunda parte desta entrevista com bastante empenho e atenção. Nós catequistas, precisamos de muito mais do que trabalhinhos e dinâmicas prontas para passar aos catequizandos. Precisamos de informações, de novas ideias, de formações. Não basta estacionarmos a nossa vocação nas coisas que já estão prontas... Dedique-se, Empenhe-se, Entregue-se, Atualize-se... Vamos levar a sério a missão ao qual Deus nos confiou e trabalhar bastante, rumo a ajudar na construção do Reino Dele.
Paz e Bem queridos irmãos e irmãs...

Entrevista

Blog: você concorda que a Catequese deveria estar integrada com os outros movimentos Pastorais da Igreja?

Frei Alvaci:
Com certeza que sim. Acho que a catequese tem muito a contribuir com diversos movimentos dentro de nossas comunidades. Creio que poderiam trabalhar integrados, visto que, unidas as pastorais se reforçam, crescem, ganham credibilidade.
Porque não pensar com os jovens do crisma ou perseverança, a preparação desde o inicio de um encajamento maior na igreja, a criação de grupos de jovens, o envolvimento com a própria catequese, as pastorais do teatro, do canto, da liturgia. Todos estes grupos precisam de reforço e creio que está na catequese esta força da qual dispomos e precisamos. Não termos medo de oferecer aos jovens opções para a sua vida de fé, trabalhar neles o espírito de pertença a uma comunidade e a uma Igreja.
Como já disse, a catequese é a alma de uma paróquia ou comunidade, e dela brotam os rebentos de amanhã. É por isso, que os movimentos pastorais devem investir nos catequisandos que temos hoje, para poder contar com membros ativos na Igreja de amanhã.
Blog: Alguns pessoas discordam sobre a possibilidade de trabalhar a Santa Missa através de uma linguagem mais infantil, voltada à realidade das crianças. Outras concordam desde que não se exponha a Liturgia de modo a tentar mudá-la radicalmente. Como integrar as crianças e jovens a participarem das missas, fazendo com que esse momento seja mais participativo entre eles?
Frei Alvaci: 
Quando falamos em crianças e jovens, falamos em mobilidade, energia, criatividade, diversidade. De fato, é difícil manter uma criança parada por muito tempo, um jovem sentado por mais de uma hora. Todos são pontos que devem ser analisados.
A missa é uma grande celebração do mistério de Deus, dividida em partes e momentos tão significativos que mereceriam um estudo detalhado de cada uma delas. Contudo, a missa é marcada por certa “regularidade”, existem partes que não podem ser mudadas, que são sempre iguais, e que são por sua vez de uma riqueza sem par. Contudo, não estão adaptadas a linguagem da criança e do jovem. Por exemplo: como querer cobrar de uma criança que ela entenda que Cristo é o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo, se ela nunca viu um cordeiro na vida, ou ainda, dizer que Jesus é o pão da vida descido dos céus, numa linguagem tão figurada que uma criança jamais entenderá.  
É claro que não podemos banalizar a liturgia, mas sou de acordo que podemos adaptar as linguagens, falar do modo delas, estar mais próximo, fazer com que as crianças e adolescentes criam gosto pelas coisas de Deus. Aos poucos elas entenderão, e a catequese serve para isso, mas enquanto elas estão no caminho, porque querer cobrar ou se exigir demais num campo tão “abstrato” como é o campo da fé?
Se não conseguimos convencer o pároco a fazer uma missa das crianças, adaptada, mais própria, façamos um momento celebrativo antes, durante ou após a missa para as crianças e jovens. Mecham com sentimentos, com brincadeiras, com palavras simples. Tenho certeza que o resultado será um grupo de catequisandos mais interessado e participativo.

  Blog: Em sua opinião, como deveriam ser os cursos de formação catequética para os catequistas. A internet tem sido útil no sentido de formar novos catequistas?

Frei Alvaci:
Quanto mais pudermos partilhar de nossas angustias e conquistas, mais podemos crescer como pastoral catequética. Acredito que as catequistas deveriam promover entre si encontros para partilhar o que vivem e sentem numa sala de catequese, o que tem dado certo e o que tem sido menos bom. Todos devem trabalhar em consonância com as diretrizes da catequese de sua diocese e paróquia, e ter bem claro que as dificuldades encontradas muitas vezes são bem mais comuns do que se imagina.
Acredito que devemos usar todos os meios possíveis para o bem de nossos catequisandos, e, é aqui que entra a internet como ferramenta indispensável na formação e na preparação de nossos encontros. Este blog, por exemplo, tem se mostrado um ótimo lugar onde podemos buscar materiais para preparar melhor nossa catequese. É certo que precisamos filtrar muitas das coisas que encontramos na internet, mas muito daquilo que se partilha aqui, é de grande valia.
Aproveito a oportunidade para parabenizar a catequista Elaine, que é uma apaixonada pela catequese e pelos seus “pequenos”. O Reino se constrói assim, da luta e do esforço diário de cada um. As bênçãos de Deus a todos vocês que se empenham pelo melhor de nossa Igreja.
*******
Caríssimos, que Jesus e Maria, em seu infinito amor, cuidem sempre de nós e estejam ao nosso lado, nos dando força e coragem para continuar nessa linda missão de amor aos nossos irmãos! 
Paz e Bem!




quinta-feira, 3 de março de 2011

Entrevista com Frei Alvaci Mendes da Luz, ofm, 1° Parte!

Eu gostaria de agradecer ao amigo, Frei Alvaci Mendes da Luz,ofm, por sua disponibilidade em refletir conosco, sua opinião neste blog.
A todos aqueles que gostam de uma leitura dinâmica, de respostas sábias e de fácil compreensão, adianto que valerá muito à pena nos acompanhar nessa entrevista abençoada, onde Frei Alvaci partilha conosco ideias e experiências para a nossa caminhada na Catequese.

Blog: Qual a sua visão em relação à catequese nos dias atuais?

Frei Alvaci:
Em primeiro lugar gostaria de dizer que é uma alegria poder falar com vocês, sobre a catequese. Sempre tive um carinho especial pelos catequisandos e tenho por principio que devemos incentivar e apoiar a catequese em nossas paróquias e comunidades. Costumo dizer que a catequese é alma da paróquia, simplesmente pelo fato de serem as crianças de hoje, a igreja de amanhã.
Contudo, apesar dos grandes esforços da Igreja e sobretudo dos catequistas, nossa pastoral catequética ainda é um pouco deficitária. Faltam catequistas, faltam materiais, e falta sobretudo preparação, formação, etc. Num mundo de opções diversas, de globalização, em que nossas crianças são bombardeadas por informações mais variadas possíveis e imediatas, nosso discurso catequético se mostra enfraquecido. Creio que o maior problema seja para a Igreja dar uma linha de Pastoral catequética organizada.
A catequese atravessa, atualmente, um tempo novo. É chamada a refazer muitas coisas e a repensar sua maneira de transmitir a fé. Num mundo em mudança constante, é preciso perceber e enfrentar os desafios com lucidez e otimismo. Em que condições devemos relatar Jesus Cristo para que, aos nossos contemporâneos, ele se revele como uma verdadeira Boa Nova? A catequese hoje, empreende um importante trabalho de inculturação dessa Boa Nova no mundo.
E é justamente por isso, que vejo um esforço grande, por parte de lideranças em fazer o melhor por nossas crianças, por lutar pelo crescimento e bem da Igreja, por acreditarem que vale a pena crer na semente do Reino plantada nestes pequenos corações. Precisamos melhorar muito, é verdade, mas acredito no potencial que os leigos (catequistas) tem, de fazer uma catequese sempre melhor. Os catequistas são os protagonistas desta bela história, escrita com o suor e esforço de cada um.

Blog: Para você qual o verdadeiro motivo que leva às crianças e jovens a receberem o Sacramento da Eucaristia e Crisma e não retornarem mais para a igreja?

  Frei Alvaci:
Não podemos apontar culpados, para a maioria da desistência de nossos adolescentes e jovens da participação na Igreja, logo depois de receberem os sacramentos de Iniciação Cristã: Batismo, Confirmação e Eucaristia.
         Diversos podem ser os fatores que os afastam: falta de opções para jovens; catequistas despreparados ou desmotivados; falta de apoio familiar; crise de fé; base não muito sólida dos valores cristãos; dentre outros. Todos sabemos, que a adolescência e a juventude são por natureza, períodos de mudanças e de escolhas, e, se nós como comunidade de fé, não conseguimos apontar um referencial que os motive e cative, dificilmente estes jovens escolherão participar da catequese ou de algum movimento dentro da Igreja.
         Contudo, acredito que uma das grandes crises da modernidade, seja a desestruturação da “instituição família”. É nela que nascem e crescem os grandes valores que norteiam a sociedade, a vida de fé, os princípios. Se não temos esta primeira base, dificilmente os filhos e filhas optarão por algo que não conheceram “a priori”. Devemos entender a crise que passa a catequese, num contexto de uma crise global de transmissão de nossa sociedade e, mais particularmente, de uma crise de transmissão de fé. 

Blog: O que falta para que os pais compreendam que eles são a base inicial para a formação religiosa de seus filhos?

Frei Alvaci: 
Esta pergunta é um tanto complexa de ser respondida, visto que, devemos primeiro entender a formação religiosa dos próprios pais. Alguém só transmite a outro aquilo que lhe parece importante, de fato, os pais são os responsáveis primeiros pela educação e formação dos filhos. Mas eles só transmitirão aos filhos aquilo que para eles é de importância, ou, que eles acreditam ser de valia para o futuro dos seus filhos.
Contudo, quando entramos no campo religioso, as prioridades passam a ser outras. Não podemos generalizar, é claro, existem pais que fazem questão de dar uma solida formação religiosa a seus filhos. Porém, para muitos, os princípios cristãos e a formação cristã já não são mais base sobre os quais eles próprios se apóiam. Quero dizer, que, para um pai e uma mãe que não vão a missa, não participam da vida de fé da comunidade, e não partilham dos sacramentos, os valores de Igreja já não são tão importantes assim para serem transmitidos a seus filhos. Muitas vezes, repete-se o ritualismo dos sacramentos, faz-se porque sempre foi assim ou porque os documentos fornecidos pela Igreja serão úteis no futuro.
A vida de fé começa na família, só tendo uma fé sólida em casa, nossos catequizandos estarão mais abertos a tudo o que nossas catequistas estão dispostas a ensinar, e sobretudo, estarão abertos ao anuncio do Reino, que é sempre atual e único, mesmo dentro de uma sociedade tão controversa.
 *****
 Em breve a 2° parte desta entrevista.
Juntos na construção de uma Catequese melhor!

Poemas e Poesias para trabalhar na Campanha da Fraternidade 2011!

JOÃO LAMBÃO

Era uma vez um menino
chamado João.
João era bonitinho, mas
não tinha educação.
Tudo que João comia
jogava o resto pelo chão.

João comia um pão,
e lá ia o embrulho no chão.
João chupava um picolé,
e zunia o palito com o pé.
Onde o menino brincava
lá, a sujeira se instalava.

Já tinha virado costume
esse jeito do João:
De achar muito natural
jogar lixo pelo chão.

Podia ter uma lixeira
bem ali, do seu lado,
que o menino não percebia
Que estava sendo mal-educado.

Um dia choveu tanto, tanto,
Que era água para todo lado!
E João ficou em casa,
Sem poder sair. Ilhado.

Olhou pela janela
E viu um aguaceiro danado
que saia arrastando, todo
o lixo, ali, jogado!

João viu na TV
Que a cidade estava inundada.
Que o lixo impedira
a água de ser escoada.

Depois na escola ouviu
a professora explicar:
Que o lixo entope bueiros,
impede a água de passar
Entendeu que seu lixinho
podia não causar enchente,
mas que esse, também era
o pensamento de muita gente.

Resolveu então,
Faria tudo com capricho
Seria um menino educado:
Só Jogaria lixo no lixo.
(Arlete de Andrade)



Eco lógico
Se aos pássaros perguntares.
Quem polui os nossos ares,
onde os pulmões se consomem,
o eco, lógico, responde:
... homem... homem... homem...

E o húmus de nosso chão,
que resta pro nosso pão
logo após uma queimada?
O eco, lógico, responde:
... quase nada... quase nada...

O que era o Saara?
A Amazônia o que será?
Um futuro muito incerto?
O eco, lógico, responde:
... só deserto... só deserto...

O que resta, desmatando,
o que sobra, devastando,
ao homem depredador?
O eco, lógico, responde:
... só a dor... a dor... a dor...

Que precisa a natureza
pra manter sua beleza
e amainar a sua dor?
O eco, lógico, responde:
... mais amor... amor... amor...

Autor Desconhecido



Esses textos podem ser lidos por algum catequisando no momento de Ação de Graças, em sua Igreja. Acho que vou preparar um pequeno teatrinho também... Se eu resolver, posto aqui para vocês.
Beijinhos anjos catequistas!
Paz e Bem!
 

quarta-feira, 2 de março de 2011


Catarinense de Tubarão, Frei Alvaci desde pequeno aprendeu a frequentar a igreja. De família católica praticante, nasceu no dia 29 de outubro de 1981. Primeiramente ingressou no Seminário Diocesano Nossa Senhora de Fátima, em sua terra natal, aos 14 anos.

Ao fim do ensino médio, transferiu-se para a Ordem dos Frades Menores e passou a residir no Seminário São João Batista, em Luzerna (SC), onde permaneceu durante um mês em preparação para a entrada no Postulantado, em Guaratinguetá (SP), ocorrida em 2000. O Noviciado foi realizado no ano seguinte em Rodeio (SC).

Logo após, Frei Alvaci foi transferido para Rondinha,em Capo Largo (PR) onde viveu seus quatro primeiros anos de profissão temporária e concluiu o estudo de Filosofia. Em 2005 veio para Petrópolis, onde cursou Teologia e fez trabalhos pastorais na cidade e também na Baixada Fluminense, na cidade de Nilópolis.

  

Frei Alvaci Mendes da Luz, ofm, tornou-se sacerdote no dia 01 de maio de 2010, numa riquíssima celebração, realizada por Dom Hilário Moser, na Catedral Diocesana em Tubarão. Atualmente trabalha no PVF, na cidade de São Paulo. Um trabalho que busca valorizar o Leigo como formador e como pastor em seu campo específico e, por isso, responsável pelas vocações religiosas e sacerdotais da comunidade para que se mantenha sempre acesa, na fraternidade, a chama do ideal cristão! O PVF é um projeto de relacionamento entre as comunidades de fé e a vida religiosa.  Se você deseja conhecer melhor o trabalho de Frei Alvaci visite este blog:  Pró-Vocações e Missões Franciscanas
Você ainda pode ajudar sendo um benfeitor ou benfeitora. Basta clicar no banner ao lado para se inscrever.

Em breve a entrevista realizada com o Frei Alvaci, com o tema CATEQUESE!
Paz e Bem!