quarta-feira, 31 de agosto de 2011

As Bodas de Canã da Galiléia!

Sementinhas Kids
Antes de iniciar este encontro, prepare:
  • Um par de alianças, um véuzinho de noiva, uma gravatinha borboleta ( Podem ser feitos de EVA)
  • Uma jarra para fazer suco, com um pacotinho de suco de uva  (As crianças não poderão saber que o pó estará dentro da jarra) (Cuidado pois algumas marcas já vem adoçadas)
  • Uma ou duas garrafinhas de refrigerante, dependendo da quantidade de crianças.
  • Uma Bíblia aberta nesta passagem, com uma vela acesa ao lado e flores
  • Uma mesinha arrumada, com toalhas limpas, para expor este material
Sorteie um menino e uma menina para representarem o noivo e a noiva, usando o véu e a gravatinha neles.


Jesus, operou o seu primeiro milagre num casamento, segundo o Evangelho de João. Ele também reconheceu a situação difícil dos anfitriões - acabou o vinho! Jesus supriu a necessidade dando um vinho ainda melhor. Ele achava que ainda não era a sua hora, mas Maria, sua mãe, logo "intercedeu" e mostrou ao seu filho que aquela era a sua hora.
Desenvolvimento

 
Vocês todos já foram a uma casamento? Que aconteceu depois da cerimônia, teve festa? 
Certa vez, Jesus e Sua mãe, e até os Seus discípulos, foram convidados para um casamento. Depois do casamento teve uma grande festa, com muita comida e bebida. 
Naquele tempo não havia refrigerante e nas festas só bebiam vinho.
Tudo estava indo bem até que no meio da festa aconteceu algo muito ruim, o vinho acabou. O mordomo da festa, ou seja, a pessoa encarregada de dirigir tudo na festa ficou preocupado. Os convidados procuravam vinho e não encontravam. Que fazer agora? 
Parece que naquela hora não havia nenhum lugar para comprar mais vinho. Ai, que coisa chata!
Já imaginou, quando sua mãe fizer uma festa de aniversário para você e antes de cantar "Parabéns a você" alguém procura mais refrigerante e não tem? O que sua mãe faria? 
 
(Deixe que as crianças digam ou imaginem o que aconteceria) 
Dê um pouquinho de refrigerante para umas três ou quatro crianças e depois diga que infelizmente acabou.

Maria, a mãe de Jesus, vendo que o vinho havia acabado, foi falar com Jesus e disse-Lhe: (leia na Bíblia Jo 2:3). Ela foi procurar Jesus porque sabia que só Ele poderia ajudar.
Então Jesus mandou que os ajudantes da festa enchessem seis potes grandes de água. Eles encheram até a boca. Então, Jesus disse aos ajudantes: "Agora tirem um pouco de água desses potes e levem ao dirigente da festa".
Sabem o que aconteceu? 
 
Neste momento, faça a 2° parte da dinâmica. Comece a colocar água na jarra e o líquido cor de vinho vai surgindo. Como num Milagre. Por isso é importante que as crianças não vejam o pó na jarra antes do início do encontro. Continue a historia ...
 
Quando o dirigente da festa provou a água, ela havia transformado em vinho. Ele gostou muito e ficou surpreso porque sempre o melhor vinho era servido no começo da festa. E aquele vinho que Jesus transformou era melhor do que o servido antes. Este foi um milagre que Jesus fez.
 
Distribua copinhos de suco para todas as crianças.
 
Vocês viram o que Jesus fez para ajudar naquela festa? Ele se preocupa com todas as coisas, principalmente quando temos um problema. Ele sempre está ao nosso lado para nos ajudar, até nas pequenas coisas.
 
Maria, a mãe de Jesus, não opera milagres. Ela apenas intercede por cada um de nós, seus filhos. Deixando que Jesus nos dê a graça, se assim for da vontade de Deus. 
Sementinha Kids
 
Não se esqueça de perguntar às crianças que NÃO receberam refrigerante, se eles querem. Mesmo depois deles tomarem seu suco. Explicando que só agiu desta forma, para explicar esta bonita passagem! Certamente os pequenos anjinhos entenderão.

Fonte: Blog da Tia Ale. Encontro readaptado por Elany Catequista.

Bola Mágica de Surpresas


Objetivos:
  • Despertar o potencial criativo dos catequizandos.
  • Incentivar o grupo para a construção de preces espontâneas.
Materiais:
  • Aparelho de CD 
  • CD ou fita com músicas de animação
  • Folhas de jornal ou papel de dobradura
  • Folhas de sulfite
  • Cola ou fita adesiva
Como brincar:
  • Prepare várias tiras de papel ou fitas adesivas com alguns comandos, como: imitar um animal, cantar, dizer uma citação bíblica, abraçar alguém com roupa azul. Cada tira deve ser fixada em uma folha de (jornal ou de dobradura) com cola. Junte as folhas de modo a formar uma bola. Preferencialmente, o comando da folha do miolo da bola solicita ao catequizando que finalize o encontro com uma oração espontânea de acordo com o tema abordado e, como a tira, pode ser colocada uma pequena lembrança, como um terço ou uma medalinha. Ao som de uma música animada e em círculo, todos passam a bola mágica de mão em mão. Controle o som e, num determinado momento, interrompa  a música. O catequizando que estiver com a bola retira uma folha, lê o comando em voz alta e executa-o. Ligue o som novamente. A atividade prossegue até a retirada da última folha. 
Tudo sem seu tempo. Há um momento oportuno para cada coisa debaixo do céu. (Ecl 3,1)

Esquema de trabalho para oficinas na Catequese!!!


Figura do site: saosebastiaoparoquia
1. Realizar um levantamento das brincadeiras mais conhecidas, recordar as de infância e fazer uma pesquisa com os próprios catequizandos para descobrir as atividades preferidas por eles.

2. Anotar as brincadeiras citadas e readaptá-las para serem trabalhadas na catequese.

3. Levantar os principais objetivos, os conteúdos e os valores propostos no programa da catequese.

4. Provocar uma reflexão sobre os valores e os contravalores percebidos nas atividades e adaptá-las de forma que nenhum catequizando seja excluído por falta de habilidade ou limitação.

5. Relacioná-las a algum conteúdo ou a um texto bíblico.

6. Interagir com o grupo nas atividades.

7. Validar a brincadeira de acordo com os objetos e com a avaliação e a partilha de sentimento dos catequizandos.

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Anjos, amigos, intercessores!!! Preciso de vocês!!!


Nesses últimos dias, minha família tem passado por situações de susto. Precisamos de muitas orações, pois duas pessoas, muito queridas, encontram-se internados neste momento. Pai e Filho.
A situação do meu tio é complicada, pois está na UTI, ainda dependendo de aparelhos para respirar. E meu primo, com uma pneumonia, agravada pela bronquite. Como somos uma família unida aqui, gostaria que vocês, os colocassem em suas orações e pedissem a Deus para que seja feita a sua vontade, sempre. E para que todas as pessoas se concientizem do mal que o cigarro pode causar, ao longo dos anos. Temos fé que quem não vai a Deus por amor, vai pela dor. E que Jesus começará a fazer uma bela obra, na vida deles...
Um beijo carinhoso a cada um que por aqui passar e desde já mil desculpas pela falta de postagem no Blog. Conto com vocês amigos queridos!
Paz e Bem!

domingo, 28 de agosto de 2011

Parabéns Catequistas ...

Que Deus nos abençoe constantemente nesse caminho de Luz e Paz !!!

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

11 de agosto, Santa Clara de Assis ...

Hoje, 11 de agosto, é dia de Santa Clara. Essa santa é invocada para clarear assuntos que estão confusos.
"Santa Clara, clareai!"
Santa Clara de Assis (em italiano, Santa Chiara d'Assisi) nascida como Chiara d'Offreducci em Assis (Itália), no dia 16 de Julho de 1194, e falecida em Assis, no dia 11 de Agosto de 1253, foi a fundadora do ramo feminino da Ordem Franciscana.
Segundo a tradição, o seu nome vem de uma inspiração dada à sua religiosa mãe, de que haveria de ter uma filha que iluminaria o mundo.
Pertencia a uma nobre família e era dotada de grande beleza. Destacou-se desde cedo pela sua caridade e respeito para com os pequenos, tanto que, ao deparar-se com a pobreza evangélica vivida por São Francisco de Assis, foi tomada pela irresistível tendência religiosa de segui-lo.
Enfrentando a oposição da família, que pretendia arranjar-lhe um casamento vantajoso, aos dezoito anos Clara abandonou o seu lar para seguir Jesus mais radicalmente. Para isto foi ao encontro de São Francisco de Assis na Porciúncula e fundou o ramo feminino da Ordem Franciscana, também conhecido por "Damas Pobres" ou Clarissas. Viveu na prática e no amor da mais estrita pobreza.
O seu primeiro milagre foi em vida, demonstrando a sua grande fé. Conta-se que uma das irmãs da sua congregação havia saído para pedir esmolas para os pobres que iam ao mosteiro. Como não conseguiu quase nada, voltou desanimada e foi consolada por Santa Clara que lhe disse: "Confia em Deus!". Quando a santa se afastou, a outra freira foi pegar no embrulho que trouxera e não conseguiu levantá-lo, pois tudo havia se multiplicado.
Noutra ocasião, aquando da invasão de Assis pelos sarracenos, Santa Clara apanhou o cálice com hóstias consagradas e enfrentou o chefe deles, dizendo que Jesus Cristo era mais forte que eles. Os agressores, tomados de repente por inexplicável pânico, fugiram. Por este milagre é que Santa Clara segura o cálice na mão.
Um ano antes de sua morte em 1253, Santa Clara assistiu a Celebração da Eucaristia sem precisar sair do seu leito. Neste sentido é que é aclamada como protetora da televisão.
Santa Clara é a representação feminina do carisma franciscano. Na sua maneira de ser, na sua oração,
contemplação e desejo de viver com alegria, fidelidade e amor, 


Orações de Santa Clara de Assis
Clara, santa cheia de claridade,
Irmã de São Francisco de Assis
Intercede pelos teus devotos
Que querem ser puros e transparentes
Teu nome e teu ser
exalam o perfume das coisas inteiras
e o frescor do que é novo ou renovado.
Clareia os caminhos tortuosos
Daqueles que se embrenham
Na noite do próprio egoísmo
E nas trevas do isolamento.
Clara, irmã de São Francisco,
Coloca em nossos corações
A paixão pela simplicidade,
A sede pela pobreza,
A ânsia pela contemplação.
Te suplico, irmã Lua,
Que junto ao Sol de Assis
No mesmo céu refulge,
Alcança-nos a graça que,
Confiantes vos pedimos.
Santa Clara, ilumina os passos
Daqueles que buscam a claridade!
Amém!

Oração

Concedei-nos, Santa Clara,
a nós e a todos os jovens,
a Graça da perseverança na
fidelidade ao Santo Nome de Deus.
Dai-nos, a santa pureza,
o espírito de humildade e de trabalho.
Amém!

Santa Clara, rogai por nós!
Oração a Santa Clara

Clara, coração transbordante,
acende a alegria.

Clara, louca de amor,
orienta a nossa ternura.

Clara, de nome e de vida,
guia-nos na noite.

Clara, fervor do Espírito,
dissipa nossos temores.

Clara, candeia sobre a mesa,
une-nos em família.

Clara, dos olhos límpidos,
tira o pó de nossas pálpebras.

Clara, mãe e irmã,
Roga por nós.
Roga por estas mãos
que por vezes se equivocam.
Roga por estes olhos
que por vezes se fecham.
Roga por este coração
que não ama como deveria.

Clara, mãe e irmã
roga pela paz que nos falta,
pela esperança que não temos
pela alegria que se esvai.

Clara, mãe e irmã,
roga ao Senhor para que nos conceda
o dom da fidelidade
e o dom de novos irmãos e novas irmãs.

Viva Santa Clara de Assis!
Paz e Bem!

sábado, 6 de agosto de 2011

Sorteio Blog Catequese Caminhando!

O Blog Catequese Caminhando lembrou de vocês com muito carinho e vai realizar dois sorteios no último domingo do mês.
Vamos participar Catequistas Unidos!!!

sexta-feira, 5 de agosto de 2011

Se você ama a história envolvente e cativante de Francisco e Clara de Assis, participe desta promoção!

Super promoção no lindo Blog: Catequista, Semeando Amor!

Oba!!! Tem promoção super especial no pedaço.
No mês das vocações o Catequista, semeando amor quer presentear você com  três livros e uma revista!

Visite o Blog e saiba as regrinhas!!! Sorteio dia 03 de setembro!Vá Correndo até lá!!! 
Paz e Bem!

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Hoje Festa do Perdão de Assis e Dia do Padre ...

“Neste santo lugar, o Santo de Assis teve a divina inspiração de pedir ao papa uma indulgência, que depois foi chamada, indulgência da Porciúncula ou Grande Perdão, cuja festa celebramos hoje. Numa noite do ano de 1216, Francisco de Assis estava imerso em oração e contemplação na igrejinha da Porciúncula. De repente lhe aparece uma grande luz e Francisco vê sobre o altar o Cristo revestido de luz e a sua direita Maria, cercada de uma multidão de anjos. Francisco adora o Senhor em silêncio e com o rosto por terra. Perguntou-lhe então, o Senhor, o que desejava para obter a salvação das almas. A resposta de Francisco foi imediata: “Santíssimo Pai, ainda que eu seja pequeno e pecador, te peço que concedas amplo e generoso perdão, com uma completa remissão de todas as culpas, a todos aqueles que arrependidos de suas faltas e confessados seus pecados, venham visitar esta igreja”. Disse-lhe o Senhor: “O que pedes, Irmão Francisco, é grande, mas és digno de coisas maiores e coisas maiores ainda te serão concedidas. Acolho, portanto, tua oração, recomendando que faças este mesmo pedido ao meu Vigário na terra, reafirmando esta indulgência”. Depois deste fato, Francisco se apresentou logo ao Sumo Pontífice Honório III, que naqueles dias passava por Perugia, e com alegria contou-lhe a visão que teve. O papa o escutou com atenção e depois de algumas observações, deu a sua aprovação, dizendo: “Por quantos anos queres esta indulgência?”, Francisco responde: “Santo Padre, não peço anos, mas almas”. E feliz pela aprovação vai indo embora, quando o Sumo Pontífice o chama: “Como vais indo assim, não queres nenhum documento?”. Ao que Francisco responde: “Santo Padre, a mim basta a sua palavra! Se esta indulgência é obra de Deus, Ele mesmo vai se preocupar com ela, eu não necessito de nenhum documento, o papel deve ser a Santíssima Virgem Maria, Cristo o escrivão e os anjos as testemunhas”. Alguns dias depois, junto aos bispos da Úmbria, disse, entre lágrimas ao povo reunido na Porciúncula: “Irmão meus, quero levar-vos todos para o Paraíso!”.
Aproveito para parabenizar a todos os amigos padres, que passaram ou não pela minha vida! Deus os abençoe a cada dia de suas vidas.
Paz e Bem!