sexta-feira, 25 de novembro de 2011

O Tempo do Advento...


Prepare a sua Coroa do Advento e reze em sua casa, com a sua família, com os seus vizinhos, seu grupo de jovens e crianças da Catequese ...
E prepare-se bem para o Natal.
PAZ e BEM AMIGOS ABENÇOADOS.


Natal na Catequese!

fofosdebelas                                              
recursosdoeducanaweb


crescernocampocreche
Você poderá pedir às crianças para escreverem seus pedidos e (ou) agradecimentos a Jesus. Depois cole diretamente nas mãozinhas ou nas bolinhas, montando assim, a sua árvore de Natal...
Também é gostoso trabalhar com as crianças, pintando suas mãos com tinta a base de água, que não seja tóxica, seguindo o exemplo acima.
Esta poderá ser feita de modo individual, por catequizando. 
Coloque em exposição na Igreja, como trabalho das turmas de Catequese. 

http://malmequeres.blogs.sapo.pt/13526.html?thread=7382
Esta é também super interessante. Pois em seu último encontro, no dia da confraternização, você poderá montá-la com as crianças, com caixas de ovos, e relembrar o tema da Campanha da Fraternidade deste ano, onde falamos tanto em reciclagem com eles. As bolas ou as flores vermelhas poderão ser feitas com papel crepom e as estrelas com tecido dourado.
____________________________________________________________________ 

Monte este Presépio com as crianças. Basta recortar o molde o se orientar através da figura.

_____________________________________________________________________________

Exemplos de lembrancinhas para serem dadas às crianças.
Achei esta ideia super fofa.
Só mudaria o Papai Noel e colocaria a imagem de um presépio.
Dentro você poderá colocar um bombom.
Bem fofo.


















                                                                             

Vamos preparar muito bem este tempo com as crianças, para que a ideia de um Natal cheio de significado, na alegria da vinda do Salvador, esteja a cada dia, mais intenso em nossos corações.

Seria interessante se você também pudesse fazer uma montagem de fotos com a turma de Catequese e através de um vídeo, no dia da confraternização, deixar passando, relembrando todos os momentos vividos durante os trabalhos da Pastoral da Catequese no ano de 2011.
Nós costumamos usar o projetor. Fica bem interessante!

                                                                                                                 
                                                                             Aaaa. lembram que no post anterior eu dei a dica para fazer os covites e convidar toda a família??? 
O quilo de alimento poderá ser ofertado em alguma missa preparada pela Catequese, agindo assim, como um ato concreto, vivendo o verdadeiro sentido do NATAL.



PAZ e BEM!


   

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Natal em família na Catequese ...

Aproveitando o pedido de uma amiga catequista, vou colocar aqui algumas experiências que achei passeando pela rede e integrando algumas mudanças, novas ideias.

A Primeira é fazer com as crianças um convite para este momento. Convidando às suas famílias para esta celebração e pedindo que cada um leve um prato de doce ou salgado para ser partilhado. Neste convite você também poderá pedir um quilo de alimento não perecível, para ser doado à Pastoral Social.

Cada catequista poderá apresentar algo com a sua turma através da dança, do teatro, dos textos, vídeos, etc. Desde que tudo seja ensaiado e que não ultrapasse 10 minutos, dependendo do número de turmas, para não ficar  um momento muito extenso.

Alguns pais podem ser convidados com antecedência, a fazerem também um momento, como forma de agradecimento a Deus, pelo dom da vida e pela celebração do Natal.

Assim como também, as catequistas podem se unir no final, agradecendo a Deus pelos trabalhos realizados durante o ano.

Exemplo de apresentação:

As duas árvores:






Preparar tiras grandes de cartolina com as palavras:

Para a árvore 1:
Exclusão
Desafeto
Comércio
Desrespeito
Preconceito
Consumismo 
Desigualdade
Falta de União
Falta de Deus
Morte


Para árvore 2:
Amor
Carinho
Respeito
Família
Afeto
Igualdade
Jesus
União
Amizade
Nascimento
Alegria
Esperança
Caminho
Luz
Verdade
Vida


Corte estas tiras em diferentes tamanhos, para que conforme for acontecendo a apresentação, as crianças possam formar a árvore. De baixo pra cima, do maior para o menor. 
(Deixe estas tiras já em ordem de tamanho, para facilitar a colagem das crianças) 
E não esqueça de deixar a base das duas árvores já preparadas.


Preparar um simples presépio para expor no centro, dividindo os dois ambientes.




Ambiente:

  • De um lado crianças sentadas a mesa, numa casa simples, conversando com sua mãe. Colocar um pão redondo no centro.
  • De outro lado as duas meninas bem arrumadas e conversando sobre a montagem de sua árvore de Natal.

Narrador: O nosso mundo anda tão dividido. Um lado pessoas que pensam que o Natal é:

(As meninas levantam e vão colando estas palavras num TNT, que deverá estar fixado na parede, com espaço suficiente para montar as duas árvores.)

Narrador:
Exclusão
Desafeto
Comércio
Desrespeito
Preconceito
Consumismo
Desigualdade
Falta de União
Falta de Deus
(Colar a palavra MORTE no topo) 


Narrador: 
Reparem como esta árvore está triste. Como pode existir um mundo assim? Como podem existir pessoas que só pensam em si e não ajuda os irmãos? Na verdade, nada disso nos lembra o Natal. Mas como podemos ensinar isso a essas crianças? Talvez elas não tiveram oportunidade de aprender...
Já sei... 
Ei meninas, aqui... Olhem bem pra mim, estou bem aqui... No centro... (Colocar a imagem do menino Jesus no centro dos dois ambientes)
Eu sou o menino Jesus...
Quero que aprendam o verdadeiro significado do meu nascimento... Estão vendo aquela casa ali? Então... Vão até lá e conversem com eles ...

Menina 1= Aaaa fala sério né??? Naquela casa pobre???
Menina 2= Que isso. É o Menino Jesus que nos pede. Vamos lá...
(As duas seguem em direção a casa)


Narrador: As duas meninas seguiram em direção ao grupo e lá ficaram surpresas... Foram muito bem recebidas e sentaram-se com eles. Um pão foi partilhado e todos ficaram satisfeitos.
Uma criança do grupo interrogou:



Criança1: Vamos montar a nossa árvore???
Todos: Vamooooooos!!!
Criança 1: Mas antes disso a mensagem da mamãe

Mamãe: 
Meus filhinhos, hoje mais uma vez estamos reunidos, em família e ainda mais felizes por receber estas visitas tão especiais. Nesta noite tive eu sonho: Sonhei que o Menino Jesus chegava aqui em casa e docemente nos pedia para acolher dois anjos que chegariam: Agora sei quem são esses anjos... Essas duas moças lindas, que hoje aprenderam o verdadeiro significado do Natal.

Menina 1: Agora entendo por que o menino Jesus nos enviou aqui.
Menina 2: Sim... Natal é Nascimento de Jesus. É família reunida. Vamos ajudá-los a montar a verdadeira árvore de Natal... Venham, venham todos....
Música instrumental de Natal.


Narrador: Certamente as meninas estavam muito felizes. Pois enfim, elas haviam descoberto a bondade que todos nós temos no nosso coração. Elas se encantaram com o verdadeiro sentido do Natal. E descobriram  naquela família pobre e simples, toda humildade e todas as verdades sobre o Nascimento de Jesus.

Um a um vai levando a faixa com as palavras, da maior para menor, montando a árvore. Retornando para o lugar, ficando de pé, um ao lado do outro, abraçados, para dizerem todos juntos no final, depois da mensagem do narrador:
FELIZ NATAL COM JESUS NO CORAÇÃO.


Amor
Carinho
Respeito
Família
Afeto
Igualdade
Jesus
União
Amizade
Nascimento
Alegria
Esperança
Caminho
Luz
Verdade

(Colar a palavra VIDA no topo)


Enquanto o Narrador vai lendo esta mensagem, as crianças vão montando a árvore. 



E hoje, onde Jesus nascerá? Ele procura um lugar… Como diz a Sua Palavra: “Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, cearei com Ele e Ele comigo”! Esta porta na qual Ele bate é a porta do seu coração… você deve abrir a porta e convidar Jesus a entrar, oferecer hospedagem! Seja esta a sua decisão, e você descobrirá o verdadeiro sentido do natal! sorrirá e então cantará com grande vibração:
“Noite de paz, noite de amor…“Nasce Jesus, fonte de Luz…”
Edemar Vitorino




Paz e Bem!



terça-feira, 22 de novembro de 2011

A dança na Catequese como forma de EVANGELIZAÇÃO!


Shayana Baptista é catequista, tem 18 anos e é moradora da cidade de Nilópolis, estado do Rio de Janeiro. Sua grande paixão, sempre foi a dança. E hoje, ela vem nos contar um pouquinho, sobre as suas experiências não só com a dança, mas também com a Pastoral da Catequese.


Blog:
Conte-nos como iniciou o seu amor pela dança e quando você sentiu o desejo de levá-la para o trabalho de evangelização na Igreja?
 
R: Na verdade,  começei a trabalhar com a dança antes de me tornar catequista... Quando  tinha 13 anos, falei que queria fazer o curso de catequista, mas minha mãe achava que eu era muito nova e sugeriu que eu iniciasse um trabalho de dança na catequese, na minha comunidade, Santa Rita de Cássia. Com isso o trabalho foi crescendo e um ano depois eu fiz o curso e começei ajudar na pastoral da catequese.

Blog:

Como você viveu o seu momento de catequese? Você se recorda dos encontros com o seu catequista? Já se trabalhava com alguma forma de expressão com o corpo, para louvar a Deus?

R: Minha mãe é catequista a mais de 30 anos, então começei a fazer catequese muito nova, inclusive ela foi a minha primeira catequista... Os encontros eram bem dinâmicos e alegres. E desde de criança, dançava na igreja.

Blog:

A liturgia está repleta de posturas e gestos corporais, que realizados com decoro e simplicidade, expressam seus significados divinos. Sendo assim, qual a importância da dança na Pastoral da Catequese?

R: A dança como forma de evangelização tem que ser realizada sempre com muito cuidado, pois os evangelizadores são a carne do Deus invisível.
Blog:

Os catequistas atualmente lutam por uma catequese continuada, onde os catequizandos permaneçam na Igreja, após a sua Primeira Eucaristia. Você acredita que a dança possa atrair mais os catequizandos para o momento de formação contínua na Catequese?

R: Acredito que sim, mas nem todas as crianças gostam de dançar, por isso acredito que além da dança, a catequese e a igreja (em geral), tem que investir mais na música, teatro, desenhos... Nós temos vários talentos perto de nós, que muitas vezes, não são descobertos.

Blog:

Através de textos lidos e compartilhados em livros e na internet, verificamos o grande cuidado que as Pastorais de Dança Litúrgica precisam ter: os gestos, as coreografias, as roupas, entre outros, que fazem parte deste rito. Qual o seu método de orientação para as crianças e jovens neste sentido?


R: Nós como evangelizadores, devemos ser instrumentos de Deus,  e como instrumentos de Deus, é importânte estarmos atentos a todos os gestos, roupas e expressões... A melhor maneira de evangelizar é deixando Deus guiar todos os passos.



Blog:
A Catequese pode através da dança, trazer às famílias afastadas de volta à Igreja?


R: Pode, porque geralmente quando as crianças participam de alguma coisa que envolve a arte, os país acabam prestigiando. E com,isso muitas famílias que estão afastadas, são evangelizadas através da dança.

Blog:

Atualmente você trabalha com alguma turma de catequese ou está inteiramente se dedicando a dança, como forma de evangelização?

R: Hoje em dia, eu estou trabalhando só com a dança, porque além de trabalhar com as crianças da minha comunidade, eu trabalho com a juventude paroquial, que por sinal está sendo um grande desafio.

Blog: 

Qual dica você deixa para todos aqueles catequistas que gostariam muito de poder iniciar com este método de evangelização em sua paróquia?

R: Vale muito a pena evangelizar através da arte... A dança, nós permite dizer sem palavras, e tocar a alma das pessoas com um simples gesto... Uma coisa que eu sempre falo, para os dançarinos de dança sacra é que muita das vezes nós estamos, inseguros, nervosos, com medo, e até mesmo chateados com algumas coisas, mas independente de tudo isso, antes de subir no altar devemos deixar todos esses sentimentos que nos prejudicam, de lado e permitir que Deus use o nosso corpo da maneira que ele achar melhor. E uma outra coisa super importânte é que nós ( bailarinos, catequistas, padres, ministros, músicos...), temos que prestar muita atenção para não usar o altar como palco e trapolim para alcançar a glória se tornar majestade... 

Muita paz e todo bem!




Obrigado pelo seu carinho de conceder esta entrevista ao BLOG e desde já peço as bênçãos do céu para iluminar o seu coração e a sua vida, para que através da dança, você possa evangelizar não só as crianças, como os adolescentes, jovens e adultos. E todas aqueles que buscam conhecer JESUS através da arte!
Parabéns pelo seu trabalho!

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

O que Deus tem desenhado em você, amigo catequista???


"“Não sou nada; sou apenas um instrumento, um pequeno lápis nas mãos do Senhor, com o qual Ele escreve aquilo que deseja.
Por mais imperfeitos que sejamos, Ele escreve magnificamente.”

(Madre Teresa de Calcutá)


As coisas simples da minha vida



Existe um lugar reservado, dentro do meu coração. É claro, iluminado por divina luz, que indica a direção que devo seguir. Este lugar pertence a Deus, meu Pai e Criador, que me orienta com seu amor, jamais me deixa na solidão. Basta procurá-lo dentro de mim, para sentir sua mão me transmitindo paz e calor. (Ilze S.)

Sou alguém simples, que está sempre de bem com a vida. Trato as pessoas com amor, carinho e compreensão. Tenho uma fé inabalável e fico feliz quando alguém me chama de anjo. Não por prazer pessoal, mas sim, por saber que faço bem às pessoas. Pessoas me procuram, pedem conselho, chegam preocupados e saem tranquilas. 
Acho que a cada um Deus concede um dom: O meu é acalmar o coração das pessoas.
Tenho que olhar para o céu e agradecer a Deus todos os dias por ter pessoas tão iluminadas ao meu lado: AMIGOS.
Não preocupe-me com suas religiões, pois todos cabem em meu coração. Pois creio num mundo, onde todos poderão ser respeitados, admirados, por tudo aquilo que cada um possa doar ao seu próximo.
Escrevo isso por ler tantas indiferenças que encontramos neste mundo. 
Em todos os sentidos.
JESUS veio para nos unir. É isso que tanto desejo e sonho.
Um dia, um mundo melhor, onde todos se respeitem, onde as religiões possam caminhar para a mesma direção... 
Todos unidos para a construção do Reino de Deus.
Assim somos mais fortes.

Façamos isso meus queridos irmãos:

Não nos prendemos as coisas que nos afastam de Deus. 
O maior objetivo e desafio desta vida é vivermos na humildade, ajudando os que precisam, 
fazendo sempre o bem, sem olhar a quem. 
Doando as nossas vidas pelo outro, que tanto precisa encontrar-se com Deus. 
Porque cada vez que atingimos um irmão é de Deus que fazemos rolar uma lágrima. 
Vamos nessa!!! ELE espera bem mais de nós!!!
Um beijo carinhoso a todos os seguidores e visitantes do Blog.
Que Deus abençoe a cada um de nós.
Paz e Bem!!!

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Fontes que necessitamos para nossa formação na catequese!


A SAGRADA ESCRITURA


A Bíblia é, para o Documento Catequese Renovada, o livro por excelência da catequese. “É nas águas da Revelação divina que a catequese conduz os homens para aplacarem sua sede de verdade e de vida” (CR 82).
Cabe à catequese realizar a “entrega” da Sagrada Escritura, especialmente do Novo Testamento. A catequese deve se constituir em uma verdadeira introdução à leitura da Escritura, de forma orante e transformadora.

 A TRADIÇÃO DA IGREJA


Jesus confiou aos apóstolos e aos seus sucessores a missão de pregar a Palavra de Deus até a consumação dos séculos. Esta transmissão viva, realizada no Espírito Santo, é chamada de Tradição, que está intimamente ligada à Sagrada Escritura e dela depende. Elas estão entre si estreitamente unidas e comunicantes.
A fidelidade à Sagrada Escritura implica, na Igreja, também a fidelidade à Tradição da Igreja, privilegiadamente através da sucessão apostólica, isto é, dos bispos e do Papa em estreita comunhão Inclui-se na Tradição o Credo, o Pai Nosso e a Doutrina da Igreja, compendiada, ultimamente, no Catecismo da Igreja Católica.


 A LITURGIA


A liturgia, que se alimenta da Sagrada Escritura, é uma fonte essencial para a catequese e, ao mesmo tempo, uma de suas metas. É tarefa da catequese iniciar, preparar para a liturgia e fazer da liturgia uma catequese em ato. A organização litúrgica e pastoral do tempo (Ano Litúrgico) coloca o catequizando em sintonia com o Advento, o Natal, a Quaresma, a Páscoa, e facilita-lhe o acompanhamento da vida de Jesus, de Maria e dos Santos para deles receber estímulos na caminhada para a santidade.
A catequese educa para a celebração, para a vida comunitária, para a arte. A culminância da liturgia encontra-se na Eucaristia.



O Diretório Nacional da Catequese



Os Diretórios Geral e Nacional contêm alguns destaques a serem considerados no que respeita às fontes da catequese, à formação de catequistas, à revalorização do catecumenato, segundo as características da pedagogia de Deus: a centralidade de Jesus caminho, verdade e vida, a ação do Espírito Santo, a catequese para pessoas com deficiência, o princípio metodológico da interação entre fé e vida e, finalmente, a consideração de Maria, mãe e educadora de Jesus e da Igreja. 



Texto do Irmão Nery FSC 
Readaptado por elanycatequista

E aí queridos amigos catequistas, vocês têm utilizado estas fontes como meio de EVANGELIZAÇÃO? Você encontra algum tipo de dificuldade em relação a estas fontes? Você costuma viver momentos de formação bíblica em sua paróquia?? Vamos partilhar e trocar experiências??? 
Aguardo os seus comentários com carinho! Paz e Bem meus anjos!

Blog de cara nova!

 Olá amigos e amigas catequistas e todos aqueles que nos visitam. Há muito tempo estava com vontade de mudar a carinha do nosso blog e hoje foi o grande dia. A ideia era deixá-lo mais atrativo, porém, mais suave, menos carregado. Espero que tenham gostado da mudança. Simples, assim como eu.
Em breve...
Postarei uma questão bastante interessante sobre o que li hoje e gostaria que partilhassem seus comentários e suas opiniões sobre este assunto. Vamos tentar sempre fazer com que nossos blogs sejam fonte de EVANGELIZAÇÃO. Um beijo carinhoso para todos vocês. E mais uma vez,  muito obrigado pelo carinho dos seus comentários.
Deus abençoe a todos nós, catequistas.
Paz e Bem!

Sugestão de livro:

A experiência do teatro na catequese transmite sentimentos de alegria, de dor, de tristeza, sendo fonte de aprendizado tanto para quem atua, quanto para quem assisti.
Este livro é super legal: Vale à pena tê-lo em seu baú, catequista!

TEATRO EM COMUNIDADE
AMELINHA KLIPPEL
VOLNEY J. BERKENBROCK
3° Edição
Editora Vozes

Paz, Sabedoria e Bondade!


Senhor, vimos pedir-te a paz, a sabedoria e a bondade. Queremos olhar o mundo com os olhos cheios de amor. Queremos ser pacientes, e compassivos. Queremos ver teus filhos como tu mesmo o vês. E por isso, não queremos ver senão o bem em todos. Senhor, fecha nossos olhos a toda maldade. Guarda a nossa língua de toda calúnia. Que nossas palavras sejam só de bênçãos. Que sejamos tão bondosos e alegres, que todos os que  se aproximarem de nós sintam a tua presença. Reveste-nos de tua beleza Senhor, e que, no decurso deste dia, nós te revelemos a todos os nossos irmãos. Amém!!!
Paz e Bem!