sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Fontes que necessitamos para nossa formação na catequese!


A SAGRADA ESCRITURA


A Bíblia é, para o Documento Catequese Renovada, o livro por excelência da catequese. “É nas águas da Revelação divina que a catequese conduz os homens para aplacarem sua sede de verdade e de vida” (CR 82).
Cabe à catequese realizar a “entrega” da Sagrada Escritura, especialmente do Novo Testamento. A catequese deve se constituir em uma verdadeira introdução à leitura da Escritura, de forma orante e transformadora.

 A TRADIÇÃO DA IGREJA


Jesus confiou aos apóstolos e aos seus sucessores a missão de pregar a Palavra de Deus até a consumação dos séculos. Esta transmissão viva, realizada no Espírito Santo, é chamada de Tradição, que está intimamente ligada à Sagrada Escritura e dela depende. Elas estão entre si estreitamente unidas e comunicantes.
A fidelidade à Sagrada Escritura implica, na Igreja, também a fidelidade à Tradição da Igreja, privilegiadamente através da sucessão apostólica, isto é, dos bispos e do Papa em estreita comunhão Inclui-se na Tradição o Credo, o Pai Nosso e a Doutrina da Igreja, compendiada, ultimamente, no Catecismo da Igreja Católica.


 A LITURGIA


A liturgia, que se alimenta da Sagrada Escritura, é uma fonte essencial para a catequese e, ao mesmo tempo, uma de suas metas. É tarefa da catequese iniciar, preparar para a liturgia e fazer da liturgia uma catequese em ato. A organização litúrgica e pastoral do tempo (Ano Litúrgico) coloca o catequizando em sintonia com o Advento, o Natal, a Quaresma, a Páscoa, e facilita-lhe o acompanhamento da vida de Jesus, de Maria e dos Santos para deles receber estímulos na caminhada para a santidade.
A catequese educa para a celebração, para a vida comunitária, para a arte. A culminância da liturgia encontra-se na Eucaristia.



O Diretório Nacional da Catequese



Os Diretórios Geral e Nacional contêm alguns destaques a serem considerados no que respeita às fontes da catequese, à formação de catequistas, à revalorização do catecumenato, segundo as características da pedagogia de Deus: a centralidade de Jesus caminho, verdade e vida, a ação do Espírito Santo, a catequese para pessoas com deficiência, o princípio metodológico da interação entre fé e vida e, finalmente, a consideração de Maria, mãe e educadora de Jesus e da Igreja. 



Texto do Irmão Nery FSC 
Readaptado por elanycatequista

E aí queridos amigos catequistas, vocês têm utilizado estas fontes como meio de EVANGELIZAÇÃO? Você encontra algum tipo de dificuldade em relação a estas fontes? Você costuma viver momentos de formação bíblica em sua paróquia?? Vamos partilhar e trocar experiências??? 
Aguardo os seus comentários com carinho! Paz e Bem meus anjos!

8 comentários:

  1. O visual do blog está ótimo, parabéns. E esta postagem que você fez é muito importante, pois nós catequistas falhamos muito quando o assunto é levar os principais materiais para catequese.

    Abraço forte

    ResponderExcluir
  2. Estas fontes são primordiais para uma verdadeira catequese, seja ela voltada para crianças, jovens ou adultos. Um catequista, educador da fé, não pode viver só de oração,tem que viver também em constante formação para amadurecer a sua fé e levar os catequizandos pelo mesmo caminho,tem uma frase que gosto muito, diz assim:
    "A oração é o cimento que une tudo...e a formação é a olaria que fornece os tijolos!"

    Beijos e fique com Deus!

    ResponderExcluir
  3. Obrigado pelo carinho Jonathan. Concordo com você... Às vezes falhamos em não consultar fontes tão valiosas para a nossa formação catequética. É preciso estar sempre ciente de que se torna impossível catequizar, quando não consultamos estes meios. Como disse nossa amiga Ivani... " Estas fontes são primordiais para uma VERDADEIRA catequese".
    Enquanto sua frase, cara irmã, gostei demais:
    "A oração é o cimento que une tudo...e a formação é a olaria que fornece os tijolos!"
    Um beijo carinhoso a vocês e votos de uma catequese cada dia mais voltada a nossa formação. Voltem sempre!
    Paz e Bem!

    ResponderExcluir
  4. precisamos nos policiar as vezes quando o assunto é formação,mas não devemos descuidar,pois a formação espiritual para um catequista é fundamental para que ele possa desenvolver os ensinamentos com as crianças,devemos não só ler,mas sempre nos por em oração para que possamos compartilhar com eles o que aprendemos.ser catequista é ser jardineiro de gente!!beijus Rosane

    ResponderExcluir
  5. Que lindo Rasane. Ser catequista e ser jardineiro de gente!!! Que Deus abençoe sempre a nossa vida, para que possamos estar sempre em oração e através de nossa formação, nos integrar diretamente a Deus, podendo assim, repassar tantas coisas bonitas aos nossos catequizandos.
    Paz e Bem minha flor!

    ResponderExcluir
  6. Elaine...Elany...Lany... ei, eu sou loira!!rsrsrrs
    Vamos ver se podemos começar a sonhar um encontro... qual sua cidade? Vai que....
    Olha, quanto a sua postagem, fico as vezes pensando que são poucos os catequistas que possuem o CIC...o que não deveria, pois nele podemos tirar todas nossas dúvidas sobre doutrinas...e não ficarmos no "achismo"...
    Beijo grande, linda!!

    ResponderExcluir
  7. Você deve ser um anjo em pessoa IMACULADA!
    Meu nome é Elaine!!! As pessoas se confundem por causa do meu email: elanyfalk
    Seria um prazer recebê-la em minha cidade imperial. (rs)

    Concordo com você minha linda. Esse negócio de ficar no "achismo" é super complicado mesmo. Precisamos estar em formação e como base, usar sempre as fontes que nos revelam as verdades de Deus. Um beijo carinhoso no seu coração minha queerida amiga catequista. E que Deus te abençoe a cada dia de sua vida! Paz e Bem minha flor!

    ResponderExcluir

O seu comentário me deixa muito feliz.
Então não se esqueça: Comente sempre que vier me visitar.
Que o Amor de Jesus e a Paz de Maria esteja sempre com você!
Muita Paz e todo Bem!