terça-feira, 6 de março de 2012

Primeiro Encontro: Que a Saúde se difunda sobre a Terra!

O livrinho da Campanha da Fraternidade, como já dito no Blog, encontra-se disponível para vendas em livrarias católica de sua cidade. Lembrando que esta é uma edição da CNBB e com todos os direitos reservados:
Endereço para compras e contato:
SE/ Sul quadra 801, Conjunto "B"
Cep: 70200-014
Fone: (61) 2193-3019 / Fax: (61) 2193-3001
vendas@edicoescnbb.com.br
www.edicoescnbb.com.br

Encontro Catequético para Crianças e adolescentes:
Primeiro Encontro:
Dignidade Humana e Cidadania
"Somos Humanos chamados a altos voos"
Ao Catequista:

1. Considerações para desenvolver o encontro
A cidadania é conquistada através da participação coletiva e solidária. Sua construção inicia-se com a formação da identidade e da autoestima. Ser cidadão significa estar na vida e no mundo, sentindo-se parte integrante do gênero humano, participante ativo do esforço de mudança de sua realidade social, deixando por onde passa sua marca de filho(a) de Deus.

"Cidadão é o indivíduo que tem consciência de seus direitos e deveres e participa ativamente de todas as questões da sociedade." Herbert de Souza (Betinho)


"A razão mais alta da dignidade humana consiste na vocação do homem à união com Deus. Desde o seu nascimento o homem é convidado ao diálogo com Deus." (Gaudium et Spes, n. 19). Da dignidade da pessoa, criada à imagem e semelhança de Deus, decorrem direitos universais e invioláveis, superiores a qualquer lei humana. O acesso a esses direitos vai possibilitar às pessoas levar uma vida digna. É necessário, portanto, tornae acessíveis ao homem todas as coisas de que necessita para viver plenamente: alimentação, vestuário, moradia, trabalho, lazer, etc. (Gaudium et Spes, n. 26). Elas repercutem na qualidade de vida e, consequentemente, na saúde.
Com sua ação evangelizadora, Jesus não apenas cura os doentes, mas também resgata o ser humano para o meio da sociedade, dando-lhe dignidade e apresenta uma nova forma de relacionar-se com as pessoas necessitadas (Texto-Base (TB), 181).
Ao longo dos últimos anos, houve mudança no conceito de saúde: de 'caridade' para 'direito'. Hoje em dia, no entanto, esse direito está sendo transformado em 'negócio', num mercado livre sem coração! Há necessidade de empoderamento dos pobres, em termos de reinvindicação (cidadania) e para fazer algo concreto e forçar o direito básico à saúde. Esse direito encontra-se garantido nas constituições de muitos países (controle social do estado pela sociedade civil), mas ainda está longe de se tornar uma realidade para as populações da maioria dos países da América Latina e do Caribe. A mudança, que todos esperamos, e estamos buscando, não acontecerá de cima para baixo, mas a partir da conscientização e da educação para a cidadania e do controle social.

2. Justificativa da escolha do tema:
Diante da realidade da saúde pública no Brasil, que clama por justiça, equidade e solidariedade, e sabendo que a pessoa humana só sai de si quando tem boa autoestima e identidade bem estruturada, nossa meta, nesse primeiro encontro, é trabalhar dois aspectos: o resgate da dignidade da pessoa humana e a cidadania. 

Dinâmica do Encontro:
3. Acolhida e Saudação Inicial

Distribuir crachás para todos. O nome deve ser escrito na parte de cima, deixando um espaço que será completado no segundo encontro.
Exemplo: Elaine
               __________________ Espaço que será preenchido no segundo encontro.
Apresentar duas rosas (ou outra flor) aos catequizandos, uma murcha, despetalando, e outra bonita, cheia de vida, saudável.
  • Essas duas flores nos mostram a doença e a saúde. Para vocês o que é saúde? (As respostas vão girar em torno de: não ter doença, dor, estar forte, etc)
  • Completar o conceito de saúde que vai além da ausência de doenças:
 " Saúde é um processo harmonioso de bem-estar físico, psíquico, social e espiritual, e não apenas a ausência de doença, processo que capacita o ser humano a cumprir a missão que Deus lhe destinou, de acordo com a etapa e a condição de vida em que se encontre" (Definição do GPS, TB, 14).
"A vida saudável requer harmonia entre corpo e espírito, entre pessoa e ambiente, entre personalidade e responsabilidade" (TB,15).
  • Se fôssemos escolher uma dessa florespara oferecer a alguém, qual seria? A bonita, claro! Não oferecemos aquilo que julgamos que não agrada. Não nos doamos, se não gostamos de nós mesmos.
  • Deus criou o homem e a mulher à sua imagem, deu-nos dignidade de filhos, de pessoa humanacom capacidade de amar. É ponto de partida para amar, descobrir o próprio valor, viver a dignidade e proclamá-la a toda pessoa. Esta é a força capaz de estabelecer os relacionamentos fraternos, solidários, que a Campanha da fraternidade nos propõe. Ela quer 'suscitar o espírito fraterno e comunitário das pessoas na atenção aos enfermos e mobilizar por melhorias no sistema público de saúde'. (Objetivo Geral da CF/2012)
Vamos então, refletir um pouco mais sobre a dignidade humana, escutando uma história.
Contar a história " A águia e a Galinha"

Era uma vez um camponês que foi a floresta visinha apanhar um pássaro para mantê-lo em sua casa. Conseguiu pegar um filhote de águia. Colocou-o no galinheiro junto com as galinhas. Comia milho e ração própria para as galinhas. Embora a águia fosse o rei/rainha de todos os pássaros. Depois de cinco anos, este homem recebeu em sua casa a visita de um naturalista. Enquanto passeavam pelo jardim, disse o naturalista:
- Esse pássaro aí não é uma galinha. É uma águia.
- De fato _ disse o camponês. É águia. Mas eu criei como galinha. Ela não é mais uma águia. Transformou-se em galinha como as outras, apesar das asas de quase três metros de extensão.
- Não _ retrucou o naturalista. Ela é e sempre será uma águia. Pois tem um coração de águia. Esse coração a fará um dia voar às alturas.
_ Não, não _ insistiu o camponês.
Ela virou galinha e jamais voará como águia. Então decidiram fazer uma prova. O naturalista tomou a águia, ergueu-a bem alto e, desafiando-a, disse:
- Já que você de fato é uma águia, já que você pertence ao céu e não a terra, então abra as asas e voe! A águia pousou sobre o braço estendido do naturalista. Olhava distraidamente ao redor. Viu as galinhas lá embaixo, ciscando grãos. E pulou para junto delas. O camponês comentou:
- Eu lhe disse, ela virou uma simples galinha!
-Não _ tornou a insistir o naturalista. Ela é uma águia.
E uma águia será sempre uma águia. Vamos experimentar novamente amanhã.
No dia seguinte, o naturalista subiu com a águia no teto da casa. Sussurrou-lhe:
- Águia, já que você é uma águia, abra as suas asas e voe!
Mas quando a águia viu lá embaixo as galinhas, ciscando o chão, pulou e foi para junto delas.
O camponês sorriu e voltou a carga:
- Eu lhe havia dito, ela virou galinha!
-Não _ respondeu firmemente o naturalista. Ela é águia, possuirá sempre um coração de águia. Vamos experiemntar ainda uma última vez. Amanhã a farei voar.
No dia seguinte, o naturalista e o camponês levantaram bem cedo. Pegaram a águia, levaram para fora da cidade, longe da casa dos homens, no alto de uma montanha. O sol nascente dourava os picos das montanhas. O naturalista ergueu a águia para o alto e ordenou-lhe:
- Águia, já que você é uma águia, já que você pertence ao céu e não a terra, abra as asas e voe!
A águia olhou ao redor. Tremia como se experimentasse nova vida. mas não voou. Então o naturalista segurou-a firmemente, bem na direção do sol, para que seus olhos pudessen encher-se da claridade solar e da vastidão do horizonte. Nesse momento, ela abriu suas potentes asas, grasnou com o típico Kau-Kau das águias e ergueu-se, soberana, sobre si mesma. E começou a voar, a voar para o alto, a voar cada vez mais para o alto. Voou... voou... até confundir-se com o azul do firmamento ...

(Fonte: Boff, Leonardo. A águia e a galinha, a metáfora da condição humana. 40 ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 1997).

Para refletir: 
- Como será que Deus nos criou? Somos águias ou galinhas? Ou somos as duas juntas? Vejamos o que nos diz a palavra sobre a nossa criação.

5. Iluminando o encontro
-Leitura Bíblica: Salmo 08 _ "O ser humano na criação".
- Pedir que releiam o versículo que chamou mais atenção.
- Como se sentiria ao saber que foram criados "coroados de glória e honra?"

6. Buscando a transformação
A) Atividades:

a. dar a cada um uma ficha com uma característica predominante da condição águia ou da condição galinha. (Ver lista no final).

b. Em pé, circulando pelo ambiente, os participantes devem identificar aqueles que possuem as características da 'condição águia' ou da 'condição galinha', formando dois grupos. Isso é feito sem que haja conversa, a comunicação será apenas por meio de gestos. Como fundo, colocar a música "Águia Pequena" de Pe. Zezinho, que fornecerá pistas, dados importantes.

c. Ao terminar a música, ois dois grupos já devem estar formados. cada grupo confere se as características estão corretas e as apresenta a todos.

Reflexão:
- Observando as duas condições (águia e galinha) o que concluímos? Agimos, somos apenas como uma delas? Ou as duas condições são essenciais para a realização humana? (deixar falar, sem interferências).
- Concluir: Cada pessoa tem dentro de si uma águia. Busca as alturas, o sol: foi feita para as grandes ideias e os grandes sentimentos.
Muitas vezes, porém, fica presa a coisas como uma galinha ciscando no galinheiro. Não nascemos só para cuidar de comida, roupa ... As duas condições são essenciais para a realização humana. Criados à imagem e semelhança de Deus temos que buscar sempre a perfeição, a nossa conversão, mas sempre sabedores de nossa pequenez.

Anexo:
Lista das características que predominam em cada condição:

a. Galinha: alimentação, moradia, ir à escola, praticar esportes, hábitos de higiene, trabalho, cuidado com o meio ambiente.

b. Águia: capacidade de amar, a busca por Deus, amor ao próximo, superar dificuldades, coragem para arriscar, persistência, sinceridade, realizar a vocação, buscar a filicidade.

B)
Trabalho em Grupo:

- Formar grupos de 4 a 5 pessoas, misturando as 'águias e as galinhas.'


"A Constituição do Brasil fundamenta-se na cidadania e dignidade da pessoa humana" (Art.1°) e garante que "todos são iguais perante a lei" (Art. 5°). Ela afirma que " São direitos sociais a educação, a saúde, o trabalho, a moradia, o lazer, a segurança, a previdência social, a proteção à maternidade e a infância, a assistência aos desamparados" (Art. 6°).


Com base no texto da Constituição, refletir com o grupo:
- É possível viver a condição de ' galinha ', satisfatoriamente nos dias de hoje?
- Como a condição 'águia' pode ajudar para termos mais qualidade de vida?
- Apresentar as conclusões.


C) Atividade para casa
- Discutir em casa, com a família, uma qualidade pessoal que você tem e que comece com a letra inicial do seu nome ou do segundo nome. Anotar para o próximo encontro.
Exemplo:
Paula_ paciente; Angela_amorosa; João_jeitoso.


7. Momento de Oração:
-Oração espontânea de louvor a Deus pelas condições de vida que ELE nos proporciona.


Em breve o segundo encontro!


OBS: Adquira o seu livrinho nas livrarias católicas da sua cidade. Ou através dos endereços citados acima!
Paz e Bem!

 

6 comentários:

  1. Oi Elany, vi seu comentário, e achei a forma de vocês oferecer a lembrancinha muito boa. Vou até levar essa sugestão para nossos catequistas para verem o que eles acham da possibilidade de oferecer uma lembrancinha. Abraço bem forte pra você!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. QUE BOM QUE GOSTOU JONATHAN. OUTRA IDEIA SERIA FAZER UMA GRANDE FESTA DA RESSURREIÇÃO. EM BREVE VOU POSTAR ESTA IDEIA AQUI. ESTOU A AMADURECENDO. MAS PARTILHAREI ASSIM QUE POSSÍVEL. FORTE ABRAÇO,
      PAZ E BEM!

      Excluir
  2. Oi Elany,muito legal você partilhar sobre o livrinho da CF,o meu comprei nas edições paulinas,muito bom,beijos fique com Deus.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi meu anjo, Paz e Bem! O meu eu ganhei, como em todos os anos. Creio que foi comprado na loja da Paulinas... Pediram se eu poderia postar algumas ideias dele aqui e como gosto muito de partilhar meu material, decidi fazê-lo. Fico feliz que tenha gostado da ideia. É sempre maravilhoso ajudar quem necessita de ajuda! Um beijo carinhoso para você. Volte sempre.
      Paz e Bem!

      Excluir
  3. Olá! Seu blog é muito especial, por isso te ofereço um mimo de selinho. Quando puder, passe no meu blog para pegar. Um grande abraço e a paz de Jesus.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado meu anjo Kesia. Passarei lá sim. Um beijo carinhoso para você! Muita Paz e todo Bem!

      Excluir

O seu comentário me deixa muito feliz.
Então não se esqueça: Comente sempre que vier me visitar.
Que o Amor de Jesus e a Paz de Maria esteja sempre com você!
Muita Paz e todo Bem!